Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Homem que agride mulheres na cidade do Barreiro fez novas vítimas

O suspeito é conhecido no concelho do Barreiro por molestar jovens mulheres, com agressões, ofensas e envio de mensagens de cariz sexual e violento. As autoridades estão a acompanhar o caso, mas o homem de 37 anos continua em liberdade.

Homem que agride mulheres na cidade do Barreiro fez novas vítimas
Notícias ao Minuto

18:29 - 04/03/24 por Daniela Carrilho

País Barreiro

Um homem de 37 anos, que está referenciado como agressor de mulheres na cidade do Barreiro, no distrito de Setúbal, fez duas novas vítimas no final do mês de fevereiro, confirmou o Notícias ao Minuto junto de fonte do Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública (PSP) de Setúbal.

"Confirmamos que, no mês de fevereiro, foram recebidas duas denúncias por alegadas situações de arremesso de substância líquida a duas vítimas do sexo feminino, no Barreiro, onde é feita referência ao Bruno Costa", relatou a PSP em resposta a um pedido de esclarecimento do Notícias ao Minuto, salientando que ambos os casos estão "em investigação" na Esquadra de Investigação Criminal do Barreiro.

O Notícias ao Minuto sabe que uma das vítimas é uma jovem menor de idade, que foi atacada - como tantas outras - em plena luz do dia. A jovem relatou nas suas redes sociais que o episódio ocorreu "quando voltava da escola", pelas 16h20, e "estava a passar junto do tribunal do Barreiro", local onde vive a menina e o alegado agressor.

"Esta pessoa saiu de trás de um carro sem eu dar conta e chamou-me. Como qualquer outra pessoa, sem saber o que iria acontecer, olhei para trás e, de repente, ele joga-me um líquido para a cara", descreveu a menor, que assumiu ficar "desesperada por ver quem era" e com "medo de sair de casa", uma vez que já conhecia o suspeito porque este já teria enviado "mensagens ameaçadoras a familiares".

Na sequência deste caso, um jovem terá tentado fazer justiça com as próprias mãos e procurou Bruno Costa para 'ajustar contas', acabando por ambos se envolverem em agressões na passada terça-feira, dia 27 de fevereiro - momento que foi amplamente divulgado nas redes sociais.

A PSP confirmou que se "deslocou ao local por haver notícia de uma situação de agressões na via pública", contudo, à chegada, "não foi verificada qualquer desordem". Mais tarde, contactaram com Bruno Costa que afirmou que "não pretendia procedimento criminal contra os outros indivíduos envolvidos".

Horas após os vídeos se tornarem virais nas redes sociais, o suspeito voltou a ser atacado numa superfície comercial por um grupo que o reconheceu.

Bruno Costa, que tem problemas do foro psicológico, tem várias dezenas de queixas-crime apresentadas junto das autoridades do Barreiro - tendo o mesmo já confessado alguns dos crimes anteriormente, em outubro de 2018, em declarações à Record TV Europa. Já foi presente a tribunal várias vezes, internado compulsivamente, proibido de frequentar o concelho do Barreiro, ficou em prisão preventiva na sequência de outras ocorrências - entre as quais, agressões, ofensas, envio de mensagens de cariz sexual e violento - acabando sempre, e até aos dias de hoje, por ficar em liberdade, apurou ainda o Notícias ao Minuto.

O regresso dos atos violentos do homem no Barreiro gerou receio e medo junto da população, principalmente das mulheres barreirenses. 

Leia Também: Jovem detido por ameaça com armas e agredir outros menores no Barreiro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório