Meteorologia

  • 19 ABRIL 2024
Tempo
21º
MIN 14º MÁX 21º

Gatos de rua em Lisboa vão ter novos abrigos que promovem pegada verde

Os gatos de rua em Lisboa vão ter abrigos que promovem a pegada verde e a inclusão, concebidos a partir de bidões de metal e decorados por utentes da Associação de Paralisia Cerebral, anunciou a Provedoria Municipal dos Animais.

Gatos de rua em Lisboa vão ter novos abrigos que promovem pegada verde
Notícias ao Minuto

18:14 - 29/02/24 por Lusa

País Provedoria Municipal dos Animais

A iniciativa arranca na sexta-feira, com a colocação de três abrigos "muito especiais" para gatos de rua na colónia da Tapada das Necessidades, na freguesia da Estrela.

Os abrigos têm "uma forma 'agatada'" e "foram carinhosamente decorados por utentes da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa", indicou o Provedor Municipal dos Animais de Lisboa, Pedro Paiva, em comunicado.

A proteção dos animais "faz mais sentido se protegermos também o planeta", defendeu Pedro Paiva, referindo que, por isso, "era imperativo que qualquer solução desta natureza fosse um exemplo de economia circular e consequente redução da pegada de carbono".

Os abrigos "amigos do ambiente" para gatos de rua foram concebidos a partir de bidões de metal, em que o previsível destino final seria uma sucata, apontou.

Além da preocupação ambiental, a Provedoria quis "ir mais longe" e fazer com que os abrigos fossem também "um exemplo de inclusão", "reforçando a harmonia entre humanos e animais", disse Pedro Paiva.

O desafio foi respondido "com entusiasmo" pelo Centro Nuno Belmar da Costa da Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCL), com os utentes a personalizarem os abrigos que serão agora a casa de alguns dos gatos da colónia na Tapada das Necessidades.

Citada em comunicado, a coordenadora técnica do Centro Nuno Belmar da Costa, Odete Nunes, realçou a "enorme importância" deste tipo de iniciativas, referindo que a atividade da Provedoria Municipal dos Animais de Lisboa, além de ser "uma ação fantástica em prol do bem-estar animal", promove a capacidade de os utentes expressarem com alegria a sua criatividade e dinamismo na decoração dos abrigos.

O provedor dos animais destacou a necessidade de assegurar a segurança e a proteção dos gatos que vivem nas ruas, o que vai "muito para além" da preocupação com a alimentação.

Acompanhando com proximidade o que tem sido feito no âmbito do "fenómeno das colónias", Pedro Paiva concluiu que é preciso uma iniciativa como a que a provedoria está a realizar: "os abrigos para estes animais são tão escassos que, nalguns locais, nem uma unidade existe".

A nível nacional, o programa Capturar, Esterilizar e Devolver (CED) tem promovido um método humano e eficaz de controlo de colónias de gatos e de redução das populações felinas silvestres.

Para a Provedoria Municipal dos Animais de Lisboa, este programa "é de extrema importância para garantir e salvaguardar o bem-estar dos felinos de rua e a saúde pública".

Neste âmbito, estão sinalizadas cerca de 1.500 colónias de gatos CED, com aproximadamente 13 mil pequenos felinos a viver na rua", e está identificada "uma profunda de necessidade de proporcionar abrigos e pontos de alimentação", indicou a provedoria.

Leia Também: Provedoria dos Animais de Lisboa cria "Botão de Socorro Animal"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório