Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 13º MÁX 24º

PSP detém suspeitos de agressões a vigilante de prédio de Villas-Boas

Foram detidos três homens, com idades entre os 18 e os 22 anos, que já se encontravam referenciados pela PSP.

PSP detém suspeitos de agressões a vigilante de prédio de Villas-Boas
Notícias ao Minuto

14:54 - 27/02/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

País PSP

Três homens, com idades entre os 18 e os 22 anos, foram detidos, na segunda-feira, no âmbito de uma operação da Polícia de Segurança Pública (PSP) contra os crimes de roubo, furto qualificado e dano, nas áreas das cidades do Porto, Vila Nova de Gaia e Matosinhos.

À agência Lusa, fonte policial confirmou que se tratam dos suspeitos das agressões ao vigilante do prédio onde mora o antigo treinador do FC do Porto e candidato à presidência do clube, André Villas-Boas, ocorridas em novembro de 2023.

Segundo a mesma fonte, os três detidos são ainda suspeitos de terem cometido "vários outros ilícitos criminais", nomeadamente assaltos na zona da Foz do Porto, acrescentando que este processo "tem ligações" com a 'Operação Pretoriano', ao abrigo da qual o líder da claque Super Dragões, Fernando Madureira, e outro arguido, permanecem em prisão preventiva, pelos incidentes ocorridos durante uma Assembleia-Geral do clube.

Em comunicado, enviado esta terça-feira às redações, o Comando Metropolitano do Porto indicou que a operação, que contou "com o apoio de diversas valências da PSP", ocorreu na sequência de uma investigação iniciada em novembro de 2023.

A investigação em causa foi desenvolvida sob a direção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) do Porto e visou a "identificação e detenção dos autores dos ilícitos em foco, apreensão de meios de prova, assim como a recuperação de artigos e viaturas furtadas".

Foi dado cumprimento a três mandados de detenção e a três mandados de buscas domiciliárias, nas áreas do Porto e de Vila Nova de Gaia, que culminaram na detenção dos três homens e na apreensão de "uma viatura automóvel, que constava para apreender por ter sido subtraída no decurso de um roubo", um motociclo, que constava também "para apreender por ter sido furtado", diversos telemóveis, peças de vestuário utilizadas na prática dos ilícitos e "equipamentos e ferramentas utilizadas na prática dos ilícitos criminais, assim como outros artigos de proveniência ilícita".

Os suspeitos, de acordo com a PSP, já se encontravam referenciados pela prática "de dezenas de ilícitos, mormente contra o património assim como crimes contra as pessoas, sendo que numa das situações, a vítima foi agredida com grande violência", em novembro.

Os detidos serão presentes, esta terça-feira, junto das Autoridades Judiciárias para primeiro interrogatório judicial.

Leia Também: Jovem detido após tentar esconder da polícia cocaína debaixo de banco

Recomendados para si

;
Campo obrigatório