Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Construção de nova ETAR avança no concelho de Montemor-o-Novo

Uma nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) vai ser construída no concelho de Montemor-o-Novo, distrito de Évora, num investimento de cerca de dois milhões de euros, anunciou hoje a câmara municipal.

Construção de nova ETAR avança no concelho de Montemor-o-Novo
Notícias ao Minuto

18:53 - 23/02/24 por Lusa

País Montemor-o-Novo

O contrato da empreitada para conceção e construção da ETAR do Ciborro, revelou este município alentejano, em comunicado, foi assinado esta manhã entre a Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e a empresa Ambiágua -- Gestão de Equipamentos de Águas.

Segundo a autarquia, a futura ETAR do Ciborro, cujo valor de contrato ascende a cerca de dois milhões de euros, está dimensionada para 900 habitantes e terá uma capacidade de tratamento de 197 metros cúbicos de águas residuais por dia.

A infraestrutura vai receber a totalidade das águas residuais domésticas da aldeia do Ciborro, através de emissários até à nova instalação, que ficará localizada no limite do perímetro urbano da povoação, realçou.

De acordo com o município, prevê-se que esta ETAR entre em funcionamento em maio de 2025.

Citado no comunicado, o presidente da câmara, Olímpio Galvão, referiu que a Estação de Tratamento de Águas Residuais "é um projeto de saneamento já há muito tempo desejado e necessário na aldeia do Ciborro".

"A antiga ETAR já há várias décadas que não funcionava, pois teve um tempo de vida útil muito curto, e este investimento vai solucionar para os próximos anos o problema do saneamento no Ciborro", sublinhou o autarca.

A Águas Públicas do Alentejo assenta numa parceria entre o Estado e os municípios para a gestão integrada do ciclo urbano da água (serviços de abastecimento de água para consumo público e de saneamento de águas residuais).

A empresa é responsável pela gestão do SPPIAA - Sistema Público de Parceria Integrado de Águas do Alentejo, criado em 2009, num modelo de gestão então inovador para o setor da água.

Constituída em 2009, tem como acionistas a Águas de Portugal (ADP) e a Associação de Municípios para a Gestão da Água Pública do Alentejo (AMGAP).

Leia Também: "Forte odor" a estupefacientes 'denuncia' homem em Montemor-o-Novo

Recomendados para si

;
Campo obrigatório