Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
23º
MIN 19º MÁX 31º

Baixas médicas na PSP de Famalicão ditam atraso do jogo com Sporting

Um "elevado número de baixas médicas" na esquadra da PSP de Famalicão levou à falta de agentes para o policiamento do jogo de futebol entre Famalicão e Sporting, que está atrasado, disse à Lusa fonte policial.

Baixas médicas na PSP de Famalicão ditam atraso do jogo com Sporting
Notícias ao Minuto

18:57 - 03/02/24 por Lusa

País Famalicão

Essas baixas médicas foram entregues pelos agentes da PSP de Famalicão, no distrito de Braga, acrescentou.

Para assegurar o policiamento do jogo, que deveria começar às 18:00 e foi adiado para as 19:00, serão destacados para o estádio de Famalicão agentes da PSP do destacamento de Braga e de outros locais, adiantou.

O início do jogo de futebol entre Famalicão e Sporting foi adiado em uma hora, para as 19:00, devido à falta de agentes da PSP, informou hoje a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

"A Liga Portugal informa que, devido a dificuldades de policiamento que lhe são alheias, o início do jogo entre FC Famalicão e Sporting, referente à jornada 20 da I Liga portuguesa, está previsto para as 19:00", refere o comunicado da entidade que tutela o principal campeonato português.

A LPFP e os dirigentes dos dois clubes já se reuniram, com fonte do emblema famalicense a adiantar à Lusa que existe a possibilidade de o jogo ser adiado.

A falta de agentes da PSP para supervisionar o jogo entre minhotos e 'leões' dá-se após protestos das forças de segurança em Lisboa e no Porto, relacionados com a atribuição do suplemento de missão.

A plataforma que congrega sindicatos e associações das forças de segurança escreveu ao primeiro-ministro sobre a "situação limite" dos profissionais que representam, alertando para um eventual "extremar posições" perante a "ausência de resposta" do Governo.

Os elementos da PSP e da GNR exigem um suplemento idêntico ao atribuído à Polícia Judiciária (PJ), estando há mais de três semanas em protestos que começaram com um agente da PSP a pernoitar em frente à Assembleia da República, em Lisboa, e que depois se alargaram a todo o país.

Leia Também: Adeptos barrados à porta. As imagens do polémico Famalicão-Sporting

Recomendados para si

;
Campo obrigatório