Prescreviam aparelhos auditivos em troca de estadias em resorts

Uma investigação da Polícia Judiciária culminou com 80 médicos constituídos arguidos. Tudo porque estes profissionais da Saúde receitavam aparelhos auditivos em troca de dinheiro, frigoríficos e estadias em resorts, escreve hoje o Diário de Notícias.

© DR
País Saúde

Na sexta-feira a Polícia Judiciária emitiu um comunicado no qual dava conta de que 80 médicos tinham sido investigados por alegada corrupção.

PUB

Hoje, o Diário de Notícias especifica que os referidos atos de corrupção, que duraram os últimos seis anos, passavam pela prescrição de aparelhos auditivos. Em troca, os suspeitos recebiam elevadas quantias de dinheiro, mas não só. Aos médicos eram oferecidos ainda frigoríficos e estadias em resorts.

No total, são 80 os médicos que foram investigados pela Polícia Judiciária e que foram agora constituídos arguidos. Mas não são os únicos. Existem ainda três outras pessoas – representantes das empresas que foram alegadamente beneficiadas – que estão também sob a mira do Ministério Público por crimes cujo valor ultrapassa os 400 mil euros.

De acordo com o Diário de Notícias, nos últimos quatro anos foram sinalizados 2.320 casos de alegada corrupção, tendo sido comunicados às autoridades, pelo Ministério da Saúde, 245 situações que se traduzem num prejuízo para o Sistema Nacional de Saúde na ordem dos 229 milhões de euros.

Recorde-se que nos últimos anos foram desmanteladas redes de corrupção na área da Saúde, estando, atualmente, cinco médicos detidos por se terem envolvido em ações que prejudicaram o Sistema Nacionald de Saúde em 6,6 milhões de euros.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser