Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
29º
MIN 19º MÁX 32º

Tempo de espera nas urgências do Hospital de Portimão passa as 20h

Um total de 17 hospitais do país registava, pelas 9h40, um tempo de espera superior a 60 minutos.

Tempo de espera nas urgências do Hospital de Portimão passa as 20h
Notícias ao Minuto

10:04 - 09/01/24 por Notícias ao Minuto

País Urgências

Quase 20 hospitais do país estão com um tempo de espera superior a 1h para doentes urgentes (com pulseira amarela), sendo o Hospital de Portimão o mais crítico. Segundo os dados disponíveis no portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS), e analisados pelo Notícias ao Minuto pelas 9h40, a unidade hospitalar tinha um tempo de espera de 20h54.

Do total de 17 hospitais com um tempo de espera superior a uma hora para doentes urgentes, registam-se dois na região de Lisboa. O Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, tinha um tempo de espera de 7h26 e o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, de 5h00.

Na região Norte, os Hospitais de São João e Santo António, no Porto, registavam tempos de espera de 1h26 e 1h30, respetivamente. No Hospital Padre Américo, em Penafiel, um doente urgente tem de esperar 1h21 e no Hospital de Póvoa do Varzim 2h13.

Os hospitais de Torres Vedras e de Aveiro tinham dos tempos de espera mais elevados com 8h30 e 5h48. Já nos Hospitais da Universidade de Coimbra esperava-se 3h08, à semelhança do Hospital de Santo André, em Leiria, com 3h00.

Em Almada, o Hospital Garcia de Orta registava um tempo de espera para doentes urgentes de 1h46, e nos hospitais de Évora, Barcelos e Guimarães esperava-se 1h07.

Sublinhe que, para um doente urgente, o tempo de espera recomendado para doentes urgentes é de 60 minutos, no máximo.

A triagem de Manchester, que permite avaliar o risco clínico do utente e atribuir um grau de prioridade, inclui cinco níveis: emergente (pulseira vermelha), muito urgente (laranja), urgente (amarelo), pouco urgente (verde) e não urgente (azul).

Nos casos de pulseira amarela, o primeiro atendimento não deve demorar mais de 60 minutos, e no caso da pulseira verde a recomendação é que não vá além de 120 minutos (duas horas).

[Notícia atualizada às 10h17]

Leia Também: Liga dos Bombeiros reúne-se com direção do SNS para discutir macas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório