Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 26º

Idosa morre à espera nas urgências em Penafiel. Hospital já reagiu

O Centro Hospitalar Tâmega e Sousa (CHTS) confirma o óbito, mas ressalva que "neste caso em particular, as ações tomadas teriam sido as mesmas em circunstâncias diferentes".

Idosa morre à espera nas urgências em Penafiel. Hospital já reagiu

Uma idosa com cerca de 80 anos morreu, na noite de terça-feira, enquanto esperava atendimento nas urgências do Hospital Padre Américo, em Penafiel, confirmou fonte do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa (CHTS) ao Notícias ao Minuto, referindo, no entanto, que "as ações tomadas teriam sido as mesmas em circunstâncias diferentes".

O CHTS revela que a doente "deu entrada no Serviço de Urgência Médico Cirúrgica do CHTS às 19h16 e foi submetida a triagem" três minutos depois, tendo-lhe sido atribuída uma pulseira laranja. O óbito foi registado "após avaliação clínica" feita pelas 20h06, referem ainda.

"Tratava-se de uma doente em fim de vida e sem critérios clínicos para qualquer manobra invasiva de reanimação", esclarecem.

O Centro Hospitalar ressalva, no entanto, que "neste caso em particular, as ações tomadas teriam sido as mesmas em circunstâncias diferentes".

Neste momento, "o serviço encontra-se sob enorme pressão" e "tais circunstâncias dificultam muito o funcionamento do serviço, não só pela sobrecarga de trabalho, mas pelas limitações de espaço que condicionam o normal funcionamento", sublinham.

A Ordem dos Enfermeiros salienta que a urgência deste hospital enfrenta hoje uma "situação caótica", com dezenas de doentes nos corredores, porque não há espaço para tantas situações de urgência que estão a chegar ao hospital.

"A situação é caótica, porque o hospital não tem capacidade com este pico de pandemia de gripe", disse à agência Lusa Miguel Vasconcelos, presidente do Conselho Diretivo Regional Norte da Ordem dos Enfermeiros.

De recordar que a urgência do Hospital Padre Américo é a única com capacidade médico-cirúrgica do centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), que inclui também o Hospital de São Gonçalo, em Amarante, onde funciona uma urgência básica.

O CHTS integra desde o início do ano a nova Unidade Local de Saúde (ULS) do Tâmega e Sousa, que passa a ter como diretor clínico o médico intensivista do hospital de São João Nelson Pereira.

A ULS Tâmega e Sousa assumiu a gestão dos hospitais públicos e dos centros de saúde daquele território, formado por 12 municípios.

Leia Também: Hospital de Penafiel com dezenas de doentes internados nas urgências

Recomendados para si

;
Campo obrigatório