Meteorologia

  • 24 JULHO 2024
Tempo
35º
MIN 20º MÁX 37º

PJ faz buscas em casa de 'ex' de grávida desaparecida na Murtosa

Fernando Valente é o principal suspeito no caso de desaparecimento de Mónica Silva, de 33 anos. O homem teve uma relação com Mónica e seria, alegadamente, o pai da criança que Mónica carregava há sete meses.

PJ faz buscas em casa de 'ex' de grávida desaparecida na Murtosa
Notícias ao Minuto

13:31 - 15/12/23 por Notícias ao Minuto

País Mónica Silva

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro está a realizar, esta sexta-feira, novas buscas no caso do desaparecimento de Mónica Silva, a grávida de sete meses que foi vista pela última vez a 3 de outubro.

De acordo com o que avança a CNN Portugal, as buscas estão a ser feitas junto a uma moradia da família de Fernando Valente, o principal suspeito neste caso - ex-namorado de Mónica Silva e que seria, alegadamente, o pai da criança.

Notícias ao Minuto já contactou a PJ de Aveiro, por forma a confirmar estas informações, mas, até ao momento, não conseguiu obter quaisquer esclarecimentos.

Segundo a CNN Portugal, a PJ acreditará que o corpo de Mónica, que desapareceu na Murtosa, está enterrado nos terrenos circundantes, junto a um supermercado.

A operação contará com cães pisteiros, assim como duas retroescavadoras estão a auxiliar nestas buscas.

Também a Equipa de Intervenção Rápida da Guarda Nacional Republicana (GNR) estará a fazer parte das buscas, e o pai do suspeito está a acompanhar o processo.

Fernando Valente está detido por suspeita de homicídio, mas a Polícia Judiciária não descarta a hipótese de que este possa ter tido cúmplices no alegado crime.

A mulher, de 33 anos, foi vista pela última vez a 3 de outubro, quando saiu de casa com as ecografias da gravidez, ligando pouco depois ao filho a dizer que estava a regressar, o que não chegou a acontecer.
 
A família participou o desaparecimento junto da GNR da Murtosa no dia seguinte, tendo sido levadas a cabo buscas que, até ao momento, se revelaram infrutíferas.

Os pais de Fernando asseguram que o filho está inocente e abandonaram a casa da família com medo de represálias.

Leia Também: PJ realiza buscas na Murtosa por grávida desaparecida desde outubro

Recomendados para si

;
Campo obrigatório