Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 14º

MNE destaca excelência das relações entre União Europeia e Angola

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal, João Gomes Cravinho, destacou hoje, em Luanda, o quadro de excelência das relações entre a União Europeia (UE) e Angola, que pretendem ver reforçadas.

MNE destaca excelência das relações entre União Europeia e Angola
Notícias ao Minuto

12:26 - 10/12/23 por Lusa

País Gomes CRavinho

João Gomes Cravinho lidera hoje na capital angolana, Luanda, em representação do Alto Representante da União Europeia (UE) para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrel, a 6.ª reunião ministerial no âmbito do Caminho Conjunto Angola-UE.

O chefe da diplomacia portuguesa sublinhou, na abertura da reunião, que o mundo mudou muito significativamente desde a 5.ª reunião ministerial, realizada em setembro de 2020, em época da pandemia da covid-19, pelo que é hoje altura de se refletir sobre essas mudanças e ver a melhor forma de atuação nesse relacionamento.

A UE e Angola têm forte parceria há mais de 30 anos, sublinhou João Gomes Cravinho, e o Caminho Conjunto Angola-UE, instrumento de identificação de prioridades, é único no quadro de relações externas da organização europeia.

"Julgo que é um instrumento que tem muito potencial, que podemos aproveitar agora esse momento para explorar todas as suas potencialidades", referiu.

O governante português notou que nesta 6.ª reunião vão ser explorados dois eixos de cooperação entre a UE e Angola, designadamente "a ambiciosa agenda de reformas do executivo angolano para impulsionar o desenvolvimento socioeconómico do país e a diversificação da sua economia", e a sua parceria no quadro regional em África e a nível internacional, "que vive hoje momentos extremamente difíceis e delicados".

Por sua vez, o ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, frisou que a reunião ministerial do Caminho Conjunto Angola-UE se realiza num contexto caracterizado por desafios cada vez mais complexos que se apresentam aos Estados e respetivas instituições, sendo que a afirmação do multilateralismo é "indiscutivelmente a melhor opção" para fazer face aos diversos desafios decorrentes do atual contexto da política internacional.

"Por conseguinte, não podemos deixar de sublinhar a importância deste nosso mecanismo de cooperação, pois, estamos convencidos que a cooperação entre a República de Angola, as instituições europeias e os seus Estados-membros, saíra mais reforçada e mais abrangente", salientou Téte António na sua intervenção.

Téte António destacou como resultados desta cooperação a cimeira de chefes de Estado sobre o Global Gateway, em Bruxelas, Bélgica, que permitiu a assinatura de um memorando de entendimento sobre o Corredor do Lobito, o recente Acordo de Facilitação de Investimentos assinado em Luanda e o posicionamento consertado entre ambos em fóruns internacionais, entre outros.

O governante angolano disse ainda que o encontro de hoje serve para avaliar o atual estado de cooperação e consertar novas iniciativas no sentido de se aprofundar as relações bilaterais de cooperação.

Leia Também: AR associa-se aos 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório