Meteorologia

  • 29 FEVEREIRO 2024
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

Espera-se chuva intensa para Lisboa. Das recomendações aos cenários

A precipitação deverá 'invadir' Lisboa na quinta-feira, com um período crítico previsto entre as 16 e as 21 horas.

Espera-se chuva intensa para Lisboa. Das recomendações aos cenários
Notícias ao Minuto

22:40 - 06/12/23 por Notícias ao Minuto

País Lisboa

A véspera de feriado vai ficar marcada pelo regresso de chuva por todo o território continental, e por isso nunca é demais relembrar as recomendações da Proteção Civil, assim como o que poderá decorrer deste estado meteorológico.

No site da Câmara Municipal de Lisboa (CML), os responsáveis alertam que a capital poderá ser atingida por chuva intensa, com o período crítico previsto entre as 16 e as 21 horas.

A CML relembra situações que podem decorrer se se verificar estes períodos de chuva intensa, e que pode ler abaixo:

  • Inundações rápidas, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem;
  • Inundação por transbordo de linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis;
  • Inundação de estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem;
  • Piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água;
  • Danos em estruturas montadas ou suspensas;
  • Arrastamento de mobiliário urbano e contentores de resíduos;
  • Queda de ramos ou árvores, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) já deixou, também hoje um aviso à população em  para as próximas 24 horas, de chuva forte nas regiões litoral norte e centro, vento, e queda de neve acima dos 1.400 metros de altitude.

Os responsáveis da autarquia deixaram também algumas recomendações da Proteção Civil, por forma a que os residentes de Lisboa se possam prevenir de situações complicadas.

  • Garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de materiais que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;
  • Garanta uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas- prevenindo o seu desprendimento e queda na via pública;
  • Acautele a reposição de coberturas de edifícios em obras;
  • Limpe e desobstrua ralos e canais de drenagem de quintais, varandas, caves e garagens;
  • Reveja os sistemas de bombagem;
  • Limpe algerozes e caleiras;
  • Não atravesse zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
  • Tenha especial cuidado na circulação junto das zonas ribeirinhas, historicamente mais vulneráveis a galgamentos, evitando se possível a circulação e permanência nestes locais;
  • Não pratique atividades relacionadas com o rio, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da zona ribeirinha;
  • Adote uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias;
  • Se tiver de passar por uma poça de água faça-o devagar e em primeira velocidade - poças de água podem esconder buracos;
  • Dê apoio a pessoas cuja mobilidade ou capacidade de perceção e reação sejam mais limitadas.

Leia Também: Véspera de feriado traz chuva ou aguaceiros por (quase) todo o país

Recomendados para si

;
Campo obrigatório