Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2024
Tempo
MIN 9º MÁX 14º

Coimbra lamenta que IP não permita vias de aceleração na entrada do IC2

A Câmara de Coimbra lamentou hoje que a Infraestruturas de Portugal não tenha autorizado a manutenção de faixas de aceleração na entrada do IC2, a partir da Casa do Sal, experiência que foi bem-sucedida aquando dos concertos dos Coldplay.

Coimbra lamenta que IP não permita vias de aceleração na entrada do IC2
Notícias ao Minuto

18:53 - 04/12/23 por Lusa

País Câmara de Coimbra

A experiência de fluxo contínuo nas rampas de acesso ao IC2 a partir da Casa do Sal, em Coimbra, foi "um êxito extraordinário" e melhorou "muito o fluxo do trânsito" quando foi aplicada, na altura dos concertos dos Coldplay, em maio, afirmou hoje o presidente da Câmara de Coimbra, José Manuel Silva, que falava aos jornalistas no final da apresentação de duas novas viaturas elétricas para a Polícia Municipal.

Questionado pela agência Lusa sobre o porquê de aquela experiência não ter passado a uma solução definitiva, o autarca afirmou que a Infraestruturas de Portugal (IP) "não autorizou que se mantivesse essa faixa de aceleração".

"Já insistimos com a IP, que persiste na sua não autorização", lamentou.

Durante os dias dos concertos, quem acedia à rampa de acesso ao açude-ponte através da Casa do Sal conseguia fazê-lo sem ter de parar na entrada do IC2, situação que normalmente provoca algum congestionamento de trânsito, sobretudo nas horas de ponta.

Com o avançar das obras do Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) na cidade, o congestionamento do trânsito neste local tem-se intensificado.

Segundo José Manuel Silva, estão a "ser identificados os pontos de maior transtorno do trânsito".

Disse ainda acreditar que, com um reforço de agentes da Polícia Municipal (há 14 novos recrutas que devem ser integrados na força em fevereiro de 2024), será possível "disponibilizar agentes para contribuir para a regulação do trânsito".

O autarca apelou às pessoas para que "respeitem as regras do trânsito" e não bloqueiem a passagem de outros veículos, como é comum na Casa do Sal, e pediu também aos munícipes para "procurarem alternativas" que não passem pela passagem por aquele local.

Para José Manuel Silva, os constrangimentos que se têm verificado neste momento na Casa do Sal reforçam a posição do município de construção de uma nova ponte rodoviária sobre o Mondego, que, na sua perspetiva, permitiria resolver os congestionamentos entre a rotunda do Almegue e a Casa do Sal.

"É uma solução que defendemos e que a IP está disponível para considerar. Com as obras da alta velocidade, é uma oportunidade para Coimbra resolver essa pecha de há muitos anos", vincou, considerando que a semaforização da rotunda do Almegue seria apenas um remendo.

Leia Também: PS exige relatório detalhado dos gastos com Coldplay em Coimbra

Recomendados para si

;
Campo obrigatório