Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 20º

Maia aprova "maior orçamento de sempre" no valor de 153,28 milhões

A maioria PSD/CDS na Câmara Municipal da Maia, no distrito do Porto, aprovou para 2024 o "maior orçamento de sempre" com o valor de 153,28 milhões de euros, sendo a maioria daquele valor para as funções sociais.

Maia aprova "maior orçamento de sempre" no valor de 153,28 milhões
Notícias ao Minuto

20:44 - 30/11/23 por Lusa

País Maia

O documento, aprovado em reunião extraordinária na quinta-feira ao final do dia e que contou com o voto contra do PS, conta com mais 20, 51 milhões de euros (15,4%) do que em 2023, uma subida que a autarquia explica com os "encargos com as transferências de competências e ao investimento em empreendimentos comparticipados pelo Portugal 2030" e com os fundos do Plano de Resiliência e Recuperação (PRR).

Em declarações à Lusa, o líder do PS no executivo, Francisco Vieira de Carvalho, explicou o voto contra com o aumento de impostos que o documento acarreta.

"Havia uma enorme margem para baixar os impostos, o que não foi feito. Por exemplo, no IMI, a redução que é feita é absorvida pelo aumento do valor das casas o que vai resultar num aumento do valor cobrado", apontou.

Em comunicado, a autarquia salienta, no domínio dos impostos e taxas, a "descida sustentada" do IMI para 0,355 %, quando a taxa máxima aplicável é de 0,45 %, deixando com esta redução a autarquia de receber 5,5 milhões de euros, mantendo-se o IMI Familiar", uma dedução de 140 euros no valor a pagar daquele imposto para as famílias com três ou mais dependentes a cargo.

Quanto à Derrama, o texto salienta "uma nova diminuição" de 50% da taxa para sujeitos passivos com volume de negócios inferior a 150 mil euros, passando de 0,2% para 0,1%, em relação à taxa que vigorou no ano de 2023.

"No âmbito dos benefícios fiscais, permanecem também em vigor as medidas adotadas em anos anteriores no sentido de incentivar os privados a investir na reabilitação urbana, designadamente nos prédios urbanos situados nas doze áreas de reabilitação urbana (ARU) já aprovadas, estando em curso a aprovação de mais onze ARU´s que vão permitir estender o acesso aos benefícios fiscais a um número muito significativo de maiatos", enumera o texto.

Para 2024, a Câmara da Maia prevê um nível de investimento na ordem dos 54,5 milhões de euros (36 %) "é bem expressivo".

Segundo o autarca, "a Maia fez um percurso notável de consolidação das suas finanças", nomeadamente no que diz respeito "à dívida de médio e longo prazo que se encontra num patamar sem dimensão expressiva tendo em conta o orçamento municipal e as receitas que lhe são inerentes".

As funções sociais, Educação, Saúde, Ação Social e Habitação, são as áreas que absorvem a "maior fatia" do orçamento, num total de 77,8 milhões de euros (50,8%), destacando-se a Habitação Social, que irá receber 11,85 milhões de euros.

Para os Transportes e Comunicações destinam-se 19,65 milhões (13%), sendo que a Rede Viária absorve 12,98 milhões e à Mobilidade Sustentável o documento prevê alocar 2,23 milhões de euros para intervenções urbanas de "Modos Suaves".

"Só é possível pois o quadro financeiro em que nos movemos é extremamente saudável, sendo que a dívida total situa-se em níveis particularmente baixos, originando baixos encargos, libertando, assim, meios financeiros para investimento", refere no texto o presidente da Câmara Municipal da Maia, António Silva Tiago.

Leia Também: IL critica expansão do Metro do Porto e recurso a 'metrobus'

Recomendados para si

;
Campo obrigatório