Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 14º

Mulher acusada de tentar matar a mãe condenada a 6 anos e meio de prisão

A mulher acusada de tentar matar a mãe asfixiando-a com um pano embebido em álcool, em Vila Nova de Gaia, foi hoje condenada a seis anos e meio de prisão efetiva e a pagar 20 mil euros à vítima.

Mulher acusada de tentar matar a mãe condenada a 6 anos e meio de prisão
Notícias ao Minuto

10:53 - 29/11/23 por Lusa

País Vila Nova de Gaia

O Tribunal de S. João Novo, no Porto, onde decorreu o julgamento, declarou ainda a indignidade sucessória da arguida, ficando assim impedida de herdar qualquer bem ou valor por morte da mãe.

Na leitura do acórdão, o juiz presidente do coletivo que julgou a mulher explicou que a confissão da arguida de que tentou matar a mãe foi valorizada, assim como foi valorizado o facto de a arguida não ter confessado os motivos pelos quais cometeu aquele ato.

A arguida, de 55 anos, estava acusada de um crime de violência doméstica e de um crime de homicídio qualificado na forma tentada, por, em 10 de dezembro de 2022, ter tentado asfixiar a mãe, de 83 anos, com um pano embebido em álcool, tendo usado uma almofada para tapar a cara da mulher e tendo-se sentado em cima desta para a impedir de se libertar.

"Tendo admitido os factos, o tribunal deu-os como provados (...) mas a senhora não admitiu a intenção de matar a sua mãe (...). Estamos a falar do valor da vida, que é o bem supremo na nossa sociedade e isso tem que se ter em conta. Pelo que fixo a pena em seis anos e seis meses de prisão efetiva", explicou o juiz.

Além da pena de prisão, o tribunal condenou a arguida a pagar à mãe o valor de 20 mil euros pelo "sofrimento e angústia" que a mulher passou.

Quanto ao crime de violência doméstica, o tribunal deu como não provada aquela acusação, salientando que a mãe da arguida nunca referiu que a filha a tratava mal ou exigia dinheiro.

"Parece-me que a sua mãe num ato de boa vontade a recolheu da rua e a ajudava e a senhora pagou-lhe desta forma", salientou o juiz.

Leia Também: Cabeleireira de famosos Inês Pereira começa a ser julgada no Porto

Recomendados para si

;
Campo obrigatório