Meteorologia

  • 02 MARçO 2024
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 14º

Santos Silva deseja "os maiores êxitos" ao novo cardeal D. Américo Aguiar

Sucedem-se as reações após a investidura de D. Américo Aguiar como cardeal. Agora, foi a vez de Augusto Santos Silva felicitar o também novo bispo de Setúbal.

Santos Silva deseja "os maiores êxitos" ao novo cardeal D. Américo Aguiar
Notícias ao Minuto

15:29 - 30/09/23 por Notícias ao Minuto

País Santos Silva

O presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, desejou os "maiores êxitos" a D. Américo Aguiar, que este sábado foi investido cardeal pelo Papa Francisco, no consistório, na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano.

"Saúdo e felicito o novo cardeal da Igreja Católica, D. Américo Aguiar. Desejo-lhe os maiores êxitos no desempenho desta nova responsabilidade, assim como bispo da diocese de Setúbal", escreveu o líder do Parlamento na rede social X (antigo Twitter).

O novo titular da Diocese de Setúbal, até agora bispo auxiliar de Lisboa, foi hoje investido cardeal pelo Papa Francisco, tornando-se no 47.º cardeal português da História.

Américo Aguiar recebeu o anel e barrete cardinalícios, assim como a bula de criação, tendo-lhe sido atribuído o título da Igreja de Santo António de Pádua na Via Merulana, em Roma.

O bispo, presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023 e coordenador geral da organização da visita, em agosto último, do Papa a Portugal, foi um dos 21 novos cardeais (18 dos quais eleitores) anunciados por Francisco em 09 de julho.

O prelado junta-se ao patriarca emérito de Lisboa, Manuel Clemente, a António Marto, bispo emérito da Diocese de Leiria-Fátima, e a Tolentino Mendonça, prefeito do Dicastério para a Cultura e a Educação, como cardeais eleitores - e também podem ser eleitos por terem menos de 80 anos - num futuro conclave para escolher o sucessor do Papa Francisco, de 86 anos.

No Colégio Cardinalício estão mais dois portugueses que, por terem mais de 80 anos, não participam num futuro conclave: Saraiva Martins, que foi prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, e Monteiro de Castro, que teve uma vasta experiência diplomática ao serviço do Vaticano.

Leia Também: Governo expressa "orgulho" após D. Américo Aguiar ser investido cardeal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório