Meteorologia

  • 18 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 21º

Madeira. Montenegro alerta que "ninguém ganha eleições na véspera"

O presidente do PSD, Luís Montenegro, alertou hoje que "ninguém ganha eleições na véspera" do sufrágio e confirmou a sua ida à Madeira na sexta-feira para participar no último dia da campanha social-democrata para as legislativas regionais de domingo.

Madeira. Montenegro alerta que "ninguém ganha eleições na véspera"
Notícias ao Minuto

19:05 - 19/09/23 por Lusa

País PSD

"Nós estamos na fase final da campanha eleitoral na qual estamos a lutar voto a voto pela confiança dos madeirenses e dos portosantenses", disse o líder do PSD em Abrantes, à margem de uma visita a uma escola secundária, no âmbito da iniciativa "Sentir Portugal" dedicada esta semana ao distrito de Santarém, e após ser questionado sobre uma sondagem que atribui maioria absoluta ao PSD e ao CDS-PP, que concorrem em coligação.

O objetivo, segundo Montenegro, "é recolher o maior apoio possível" e "mobilizar o eleitorado", tendo feito notar que "ninguém ganha eleições na véspera das eleições".

"Só se ganham eleições no dia e nós vamos cumprir a nossa campanha até ao final e eu próprio terei ocasião de fazer uma pequena interrupção na semana 'Sentir Portugal' em Santarém e ir na sexta-feira almoçar e estar ao início da tarde na arruada no Funchal no encerramento da campanha da nossa candidatura e, depois, no domingo e na segunda-feira, estarei também no Funchal com a direção política do partido para acompanhar a contagem dos votos, os resultados eleitorais e para fazermos a nossa habitual reunião semanal da Comissão Permanente", concluiu.  

Esta deslocação de Luís Montenegro à Madeira acontece numa semana em que decorre, em Santarém, mais uma edição do programa "Sentir Portugal", que tem levado o presidente do PSD a todos os distritos do país.

Na sexta-feira, depois da agenda na Madeira, Luís Montenegro participará no encerramento da semana 'Sentir Portugal em Santarém', um jantar com militantes em Rio Maior.

As legislativas da Madeira decorrem no domingo, com 13 candidaturas a disputar os 47 lugares no parlamento regional, num círculo eleitoral único.

PTP, JPP, BE, PS, Chega, RIR, MPT, ADN, PSD/CDS-PP (coligação Somos Madeira), PAN, Livre, CDU (PCP/PEV) e IL são as forças políticas que se apresentam a votos.

Nas anteriores regionais, em 2019, os sociais-democratas elegeram 21 deputados, perdendo pela primeira vez a maioria absoluta que detinham desde 1976, e formaram um governo de coligação com o CDS-PP (três deputados). O PS alcançou 19 mandatos, o JPP três e a CDU um.

Leia Também: Montenegro desvaloriza moção que afirma juntar Costa e Ventura

Recomendados para si

;
Campo obrigatório