Meteorologia

  • 23 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Imagem da NASA mostra fumo dos fogos no Canadá a chegar a Portugal

De acordo com o organismo, a imagem foi captada pelas 11h10 da manhã de segunda-feira. Apesar da mudança na tonalidade do céu, a qualidade do ar mantém-se, quando comparada com a qualidade do ar nas zonas mais afetadas do Canadá e dos Estados Unidos.

Imagem da NASA mostra fumo dos fogos no Canadá a chegar a Portugal
Notícias ao Minuto

17:45 - 27/06/23 por Notícias ao Minuto

País Incêndios

Uma imagem de satélite divulgada pela NASA mostra a nuvem de partículas e gases dos incêndios no Canadá a chegar a Portugal continental, na segunda-feira. Na altura, o fumo concentrava-se no Norte do país e em Espanha, ainda que tenha atingido outros países que não estão representados na fotografia.

De acordo com o organismo, a imagem foi captada pelas 11h10 da manhã de segunda-feira. Apesar da mudança na tonalidade do céu, a qualidade do ar mantém-se, quando comparada com a qualidade do ar nas zonas mais afetadas do Canadá e dos Estados Unidos. Isto porque, conforme adiantou a NASA, a maioria do fumo que chegou à Europa situa-se numa altitude menos provável de afetar a saúde.

Já de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), esta nuvem de fumo deverá intensificar-se a partir desta terça-feira, dia 27 de junho, particularmente na região sul.

Segundo as previsões do serviço CAMS (programa Copernicus), a nuvem de partículas e gases deverá intensificar-se também na região dos Açores a partir de amanhã, dia 28 de junho, e na Madeira, a partir do dia 29 de junho.

“A nuvem de fumo tem-se mantido em altitude (acima dos 1.000 metros) e deverá dissipar-se na região de Portugal continental a partir da manhã de dia 29, mantendo-se ainda na região dos Açores”, apontou ainda o IPMA, em comunicado.

De notar que, na segunda-feira, a entidade deu conta de que esta nuvem de fumo “é constituída por partículas muito pequenas (< 2.5 micrometros) e por gases (especialmente monóxido de Carbono)”, sendo esperada “uma redução de visibilidade e uma redução do brilho do Sol, bem como do tom azul do céu”.

O IPMA assegurou ainda que continua a acompanhar a situação, podendo emitir uma nova atualização, caso se justifique.

Recorde-se que milhares de bombeiros de vários países do mundo, incluindo de Portugal, combatem os fogos ativos no Canadá, sendo a região mais afetada a província do Quebeque.

Leia Também: Reparou no céu? Fumo dos fogos do Canadá já chegou a Portugal continental

Recomendados para si

;
Campo obrigatório