Meteorologia

  • 18 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 25º

Criadas duas rotas para resolver acessos de fora do Porto ao IPO

A Área Metropolitana do Porto (AMP) criou duas rotas para resolver a retirada da paragem dos autocarros da linha 9801, perto do Hospital São João, no Porto, revelou hoje à Lusa o presidente da concelhia do PSD/Santo Tirso.

Criadas duas rotas para resolver acessos de fora do Porto ao IPO
Notícias ao Minuto

19:25 - 13/06/23 por Lusa

País PSD

Em declarações após reunir com a primeira secretária da comissão executiva da AMP, Ariana Pinho, Ricardo Pereira revelou ter recebido indicação de que "foram criadas duas novas linhas, que estarão em funcionamento a partir de 01 de novembro e que, provavelmente, resolverão este problema".

No dia 02 de junho, através das redes sociais, a Ave Mobilidade anunciou que a nova paragem no Porto, quer para partidas quer para chegadas de algumas linhas, entre as quais a Linha 9801 Felgueiras -- Vizela -- Santo Tirso, passa a ser no Polo Universitário, na Rua Alferes Allen, substituindo as paragens IPO e Hospital de São João.

"Não nos foi divulgado nem os locais de partida, nem de chegada nem quais os percursos em Santo Tirso, mas saberemos em breve", continuou o líder da concelhia social-democrata, que recebeu ainda a informação de que na linha em questão "poderá ser utilizado o Andante".

Ricardo Pereira acrescentou, sobre a reunião, que a natureza do "problema foi atribuído à Câmara do Porto" a quem ponderam "pedir uma reunião de urgência" para "perceber os moldes e contornos desta envolvência".

Enfatizando que com a supressão da paragem da linha 9801 "as pessoas têm de andar mais cerca de 1.500 metros a pé para chegar ao hospital, IPO ou às faculdades" e o dirigente lembrou que a linha em questão começa em Felgueiras, passa por Vizela e Santo Tirso antes de rumar ao Porto.

"Trata-se de uma linha extremamente importante não só para quem precisa na área da Saúde, mas também para os nossos jovens que estudam nas faculdades do Porto. É fundamental para quem vai ao IPO e ao Hospital São João. Iremos até ao fim para resolver este problema", disse Ricardo Pereira.

A Ave Mobilidade é a operadora da rede de transportes públicos de passageiros que gere a linha em causa desde dezembro de 2022, servindo ainda as populações de Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório