Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2023
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

"Exemplo de coragem e cidadania". Marcelo agradece a português em Annecy

Numa nota publicada no site da Presidência, o chefe de Estado acrescentou que está a "acompanhar a situação clínica do português, a quem deseja rápida recuperação".

"Exemplo de coragem e cidadania". Marcelo agradece a português em Annecy
Notícias ao Minuto

08:39 - 10/06/23 por Notícias ao Minuto

País Marcelo Rebelo de Sousa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, agradeceu, este sábado, Dia de Portugal, "o exemplo de coragem e cidadania do nosso compatriota Manuel da Ponte, que arriscou a vida para tentar evitar o bárbaro ataque a crianças na cidade de Annecy, em França".

Numa nota publicada no site da Presidência, o chefe de Estado acrescentou que está a "acompanhar a situação clínica do português, a quem deseja rápida recuperação".

Recorde-se que, na quinta-feira, um agressor de nacionalidade síria com uma faca feriu seis pessoas - incluindo quatro crianças pequenas - num parque na cidade de Annecy, nos Alpes Franceses, tendo sido detido após o ataque.

No decurso do acontecimento, um cidadão português, ao tentar impedir o atacante de fugir da polícia, ficou gravemente ferido. O Ministério dos Negócios Estrangeiros referiu, no entanto, numa nota divulgada, na sexta-feira, que o homem se encontrava "já fora de perigo", agradecendo o "ato de coragem e bravura".

O ataque provocou uma avalancha de reações no mundo político, com parlamentares de direita e de extrema-direita a destacarem a origem e o estatuto do agressor, um refugiado sírio de 31 anos.

O agressor, Abdelmasih H., está sob custódia das autoridades policiais e foi, na sexta-feira, submetido a um exame psiquiátrico. O homem usava um crucifixo durante o ataque e entre os seus pertences estava um livro de orações. Declarou-se cristão quando pediu asilo.

Há dez anos obteve o estatuto de refugiado na Suécia, onde se casou e tem um filho com uma mulher de quem se separou no ano passado.

Desde o final de 2022 está em França onde pediu asilo, mas não tem morada fixa. A resposta ao pedido de asilo, que foi negativa, chegou-lhe no passado domingo, ou seja, poucos dias antes do ataque no parque em Annecy, como sublinharam as autoridades francesas.

[Notícia atualizada às 08h47]

Leia Também: Ataque em França? Era "evidente" haver portugueses "apanhados no meio"

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

Campo obrigatório