Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 27º

Receberam proposta para abrir a casa ao 'Velocidade Furiosa' e recusaram

O valor era alto e apetecível, mas a resposta foi 'não'. Hoje, Carminha e Bernardo arrependem-se.

O décimo filme da saga ‘Velocidade Furiosa’, que estreia nos cinemas já esta quinta-feira, dia 18 de maio, tem Portugal como um dos cenários principais. Esta mega produção esteve por cá nos meses de junho e julho do ano passado e Lisboa, Vila Real e Viseu foram os distritos escolhidos para a receber. Foi precisamente neste último, mais concretamente em Sande, Lamego, que aconteceu a história que o Notícias ao Minuto lhe conta agora em exclusivo.

Carminha Rodrigues, de 67 anos, e Bernardo Rodrigues, de 68, estavam a viver a normalidade do quotidiano quando receberam uma proposta apetecível que poderia ter mudado a vida de ambos. Ainda assim, não conseguiram ignorar o velho ditado que diz que 'quando a esmola é muita, o pobre desconfia'.

Foi o que aconteceu com este casal humilde, que, sem contar, deu de caras com dois homens que não conheciam, ambos "muito bem vestidos", como contam, e saídos de um carro de alta gama. Ao cruzarem-se com Carminha, que, como é habitual, se encontrava a vender fruta da própria quinta na estrada, perguntaram-lhe quem eram os donos da casa que se encontrava mais abaixo. Carminha respondeu que a casa era sua e do marido e ouviu, logo de seguida, uma proposta que à primeira vista parecia irrecusável.

Os dois homens haviam procurado pela melhor casa desta zona e escolheram a de Carminha para as gravações do filme que tem como título original 'Fast X'. Para o efeito, ofereciam "1.500 euros por dia, durante três semanas" – ao todo, seriam 31.500 euros. Queriam apenas ter a possibilidade de "remodelar livremente a casa" e, depois, de "filmar dentro dela" parte da trama.

É nesta casa que Bernardo e Carminha vivem há mais de 38 anos, construída 'a pulso' por ambos. A terra deu lugar a uma estrutura que hoje faz inveja às que a rodeiam, somando-se depois uma extensa vinha que é diariamente cuidada por este casal que nunca conseguiu desfrutar do sabor do descanso. Neste pequeno paraíso situado na região do Douro, os dois cultivam couves, favas, ervilhas, figos, tomates e muitas outras coisas, além de produzirem azeite e vinho.

Notícias ao Minuto
© Filipe Carmo  

Carminha teve vontade de aceitar de imediato a proposta que acabara de lhe ser feita, mas ainda assim quis obviamente consultar o marido, a quem a ideia não agradou. Ligou para Bernardo, que uns metros abaixo atendeu o telemóvel. "Não quero cá ninguém, eles devem ser ladrões", gritou ele, tão alto que acima tudo se ouviu. O medo de que tudo não passasse de um esquema para lhes roubarem bens falou mais alto e a resposta final acabou por ser um 'não redondo', sem espaço para pensar melhor.

"Perdi muito dinheiro. Escusava de trabalhar tanto durante dois anos ou três", conta agora Carminha, que acredita que, caso tivesse consultado primeiro o filho, ele saberia encontrar forma de garantir a veracidade da proposta e de convencer o pai a aceitá-la. Também Bernardo está arrependido, embora o tenha confessado a custo ao Notícias ao Minuto. Ainda assim, e mesmo tendo perdido a oportunidade de uma vida marcada pelo trabalho, garantem que querem ver o filme no cinema e esperam que os tenham filmado enquanto vendiam, orgulhosamente, os produtos que cultivaram.

Percorra a galeria para ver algumas imagens da casa que despertou o interesse da produção de 'Velocidade Furiosa X'. O filme, recorde-se, conta com a participação da atriz portuguesa Daniela Melchior.

Leia Também: Vídeo. Daniela Melchior recebida em êxtase por fãs mexicanos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório