Meteorologia

  • 05 MARçO 2024
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 16º

Aberto inquérito a parto num Uber à porta do Hospital do Barreiro

Mãe e bebé só foram assistidos cerca de meia hora depois de chegarem ao destino.

Aberto inquérito a parto num Uber à porta do Hospital do Barreiro
Notícias ao Minuto

11:19 - 07/03/23 por Natacha Nunes Costa com Carmen Guilherme

País Maternidade

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo abriu um processo de inquérito ao nascimento de um bebé, à porta do hospital, ocorrido no domingo, dentro de um carro da Uber, confirmou ao Notícias ao Minuto fonte hospitalar.

Num esclarecimento enviado à redação, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo "lamenta o sucedido" e informa que vai abrir um inquérito "com vista ao apuramento dos factos e eventuais responsabilidades". 

A mesma fonte indica ainda que, "na salvaguarda do direito à reserva da intimidade da vida privada que assiste a todos os utentes, encontra-se o Centro Hospitalar Barreiro Montijo impedido de se pronunciar publicamente sobre os cuidados de saúde prestados e que respeitem individual e concretamente a um utente", mas confirma que "a mãe e o recém-nascido se encontram bem de saúde". 

Sublinhe-se que, de acordo com o Correio da Manhã, jornal que avançou primeiramente com a notícia, o parto contou com a ajuda do pai do recém-nascido e da cunhada.

Só depois do nascimento é que ambos foram transportados para o interior da unidade hospitalar, apesar de a urgência obstétrica e o bloco de partos estarem a funcionar.

À publicação a família revelou que, mesmo depois do bebé nascer, mãe e menina esperaram "mais de meia hora para receber assistência, pelo que pretendem apresentar queixa em tribunal".

Ao Notícias ao Minuto o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Barreiro Montijo confirmou que a "Urgência de Obstetrícia e Ginecologia do CHBM estava (e está) a funcionar sem constrangimentos,  com  os profissionais necessários para assegurar a prestação de cuidados de saúde". 

Leia Também: Hospital de Portimão 'separa' mãe e recém-nascido por falta de pediatras

Recomendados para si

;
Campo obrigatório