Meteorologia

  • 23 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 29º

Sismo. Portugal enviará "nas próximas horas" 53 operacionais para buscas

Em causa está uma equipa que será composta por elementos da Proteção Civil, INEM e GNR (Guarda Nacional Republicana). Seguirá, assim, para a Turquia "nas próximas horas".

Sismo. Portugal enviará "nas próximas horas" 53 operacionais para buscas

O ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, informou esta terça-feira, em declarações à comunicação social, que Portugal vai enviar para a Turquia uma equipa composta por 53 operacionais para ajudar nas iniciativas de busca e salvamento, na sequência do sismo que assolou os territórios turco e sírio.

Em causa está uma equipa que será composta por elementos da Proteção Civil, INEM e GNR (Guarda Nacional Republicana).

Esta força conjunta deverá, assim, partir para a Turquia "nas próximas horas", segundo o anúncio agora feito por José Luís Carneiro à margem de uma reunião com autarcas da região Centro, destinada a preparar a próxima temporada de incêndios florestais.

"Nas próximas horas, uma equipa de 53 pessoas, composta por elementos da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, por elementos da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro da GNR e, também, por profissionais de Emergência Médica sairá do nosso país para se juntar aos esforços europeus de cariz humanitário", explicou o governante.

A mesma fonte destacou ainda que, "no caso português", o auxílio será prestado, essencialmente, "no âmbito da busca e do salvamento".

O anúncio surge na sequência do abalo de magnitude 7,8 que, na madrugada de segunda-feira, teve epicentro a 33 quilómetros da capital da província de Gaziantep, no sudeste da Turquia, nas proximidades da fronteira com a Síria.

A esse sismo seguiram-se dezenas de réplicas - uma delas, inclusive, de magnitude 7,6. De momento, contabilizam-se já mais de 5.000 mortos em ambos os países e, pelo menos, 20 mil feridos na sequência deste desastre natural.

Após ter conhecimento destes factos, a comunidade internacional uniu-se para demonstrar a sua solidariedade para com os países afetados, bem como para prestar apoio aos mesmos, ajudando-os a robustecer as equipas de resgate e prestando ajuda humanitária.

[Notícia atualizada às 10h06]

Leia Também: Balanço na Turquia e Síria após sismos ultrapassa 5.000 mortos

Recomendados para si

;
Campo obrigatório