Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 18º

Marcelo pede cuidado com democracias com reformas e novos protagonistas

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, faz hoje um apelo para se cuidar das democracias com reformas e rejuvenescimento de protagonistas, numa mensagem a propósito do Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Marcelo pede cuidado com democracias com reformas e novos protagonistas

Num texto publicado no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado refere que o lema escolhido pelas Nações Unidas neste ano para esta data, que marca a aprovação da Declaração Universal dos Direitos Humanos, é "Dignidade, liberdade e justiça para todos".

Marcelo Rebelo de Sousa afirma que "assegurar esse desígnio compete a todos" e implica "cuidado urgente e premente das democracias a uma escala nacional e global, nas suas formas e conteúdos, de preservar os seus valores inegociáveis, de reformar os seus elementos mais cristalizados e de rejuvenescer os seus protagonistas".

"Esse é o esforço que nos é exigido para, responsavelmente, enfrentarmos as grandes transições que o mundo atravessa, mantendo a capacidade de resposta a problemas concretos de pessoas de carne e osso, que formam as comunidades, e que são tantas vezes diferentes das visões dos ciclos políticos e mediáticos", considera.

O Presidente da República defende que "os direitos humanos constituem uma conquista fundamental da humanidade" e "devem ser respeitados e promovidos, independentemente e para além das conveniências do momento".

"Neste ano que se avizinha, celebremos os 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, com essa consciência, cultivando e cumprindo a Carta no dia-a-dia de cada uma e de cada um de nós", acrescenta.

Marcelo Rebelo de Sousa menciona que hoje é o "início da celebração dos 75 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos", aprovada pelas Nações Unidas em 1948, "que se prolongará até ao próximo dia de aniversário, em 2023".

Leia Também: AO MINUTO: Hoje é Dia dos Direitos Humanos; 390 escolas destruídas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório