Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2023
Tempo
MIN 4º MÁX 11º

Inquéritos por corrupção dispararam este ano. São mais 733 que em 2021

Foram registados 3.598 inquéritos relativos a crimes de corrupção e criminalidade conexa.

Inquéritos por corrupção dispararam este ano. São mais 733 que em 2021
Notícias ao Minuto

15:13 - 09/12/22 por Notícias ao Minuto

País Corrupção

A Procuradoria-Geral da República (PGR) revelou, esta sexta-feira, dados relativos a inquéritos instaurados em 2022 por crimes de corrupção e criminalidade conexa, na qual se incluem os crimes de abuso de poder, administração danosa, branqueamento, participação económica em negócio, peculato, prevaricação, recebimento indevido de vantagem e tráfico de influência.

De acordo com a nota da PGR, enviada ao Notícias ao Minuto, entre 1 de janeiro e 25 de novembro de 2022 foram registados 3.598 novos inquéritos relativos a crimes de corrupção e criminalidade conexa, "um considerável aumento face à totalidade do ano de 2021", período em que deram entrada 2.865 inquéritos.

O mesmo comunicado informa que, durante o corrente ano, foi proferido despacho de acusação em 161 inquéritos, aplicada a suspensão provisória do processo em 40 casos e arquivados 1.595 inquéritos.

Já no âmbito das competências do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) em matéria de prevenção e repressão do branqueamento de capitais e do financiamento do terrorismo, entre 1 de janeiro e 30 de novembro de 2022, foram recebidas e analisadas 11.434 comunicações, 950 das quais ao abrigo do dever de abstenção, número que já supera as 10.080 do ano passado.

Quando às diligências para apurar a ilegalidade da operação bancária ou financeira, foram determinadas 535 suspensões de operações bancárias e instaurados 533 inquéritos.

No que respeita aos valores das operações suspensas, os dados consolidados reportam-se a 30 de setembro de 2022 e correspondem a 104.116.635,32 euros.

Aplicação 'Corrupção: Denuncie Aqui'

Nos primeiros 11 meses de 2022 o número de denúncias recebidas através da aplicação ‘Corrupção: Denuncie Aqui’, disponível no Portal do Ministério Público, foi, segundo a PGR, de 1.345, das quais 522 (38,8%) foram apresentadas por denunciantes identificados. As denúncias analisadas deram origem a 11 averiguações preventivas e a 115 inquéritos.

A maioria das denúncias dizem respeito a empresas privadas (256), à administração local (239) e a entidades não especificadas (212). Foram ainda recebidas denúncias relacionadas com serviços centrais do Estado (95), atividade desportiva (52) e fraudes relativas a fundos da União Europeia (29).

Leia Também: Ministra da Justiça sobre combate à corrupção: "Devemos melhorar"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório