Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2023
Tempo
10º
MIN 4º MÁX 12º

Morreu Francisco Chacón, correspondente do jornal ABC em Lisboa

O jornalista correspondente do diário espanhol ABC em Lisboa, Francisco Chacón, morreu em Málaga junto da sua família, anunciou sexta-feira a imprensa espanhola.

Morreu Francisco Chacón, correspondente do jornal ABC em Lisboa
Notícias ao Minuto

06:29 - 03/12/22 por Lusa

País Francisco Chacón

A notícia foi adiantada pelo ABC num texto de homenagem escrito pela jornalista espanhola Belén Rodrigo, que foi correspondente daquele jornal em Portugal entre 2002 e 2015.

Belén Rodrigo descreve-o como "único e especial".

"São duas das palavras que melhore definem Fran [diminutivo de Francisco]. E a sua camaradagem. (...) Doce, sorridente, de grande coração, com quem não se entediava e sempre a sorrir. Sempre disposto a ajudar. Lamentamos a sua morte", salienta.

De acordo com Belén Rodrigo, Francisco Chacón era "uma pessoa muito querida pelos portugueses e muitos artistas portugueses de renome lamentam a profundamente a sua morte precoce e injusta".

"Adorava a banda dos anos de 1980 Sétima Legião, o seu fundador Rodrigo Leão e os seus amados The Gift e entendia como ninguém a riqueza da cena cultural portuguesa", salienta, lembrando as "boas fontes" que lhe permitiram "realizar entrevistas importantes" como ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Nascido em Bilbau, em 1963, Francisco Chacón começou a trabalhar no El Correo e depois mudou-se para o El Mundo, no qual fundou a sua versão basca. Em 20 anos no El Mundo, o jornalista esteve sempre ligado à editoria de Cultura, chegando a ser editor da secção.

Era correspondente do ABC em Lisboa desde fevereiro de 2015.

Leia Também: Guiné. Novas licenças são "forma civilizada" de acabar com imprensa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório