Meteorologia

  • 07 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 6º MÁX 13º

"A médio prazo vamos ter energia mais barata, mais competitiva"

O ministro da Economia defendeu hoje que Portugal vai ter a médio prazo energia mais barata e mais competitiva, lembrando que 60% da energia consumida no país já provém de fontes renováveis "altamente competitivas".

"A médio prazo vamos ter energia mais barata, mais competitiva"

"São [as energias renováveis] altamente competitivas, como esta crise energética na Europa está a demonstrar. E, portanto, a médio prazo vamos ter energia mais barata, mais competitiva", afirmou António Costa Silva, na inauguração do novo centro da Nokia de investigação e desenvolvimento em 5G e 6G, em Alfragide.

O ministro destacou que a Nokia é muito "bem vinda" a Portugal, assim como os seus investimentos, porque a empresa "está em linha" com as preocupações nacionais de transição energética.

Segundo o governante, a Nokia emprega 2.800 pessoas em Portugal, das quais 2.500 trabalhadores altamente qualificadas, e que o novo centro vai criar 100 postos de trabalho nos próximos dois anos.

Costa Silva disse ainda que Portugal é o terceiro país da União Europeia que mais engenheiros produz, destacando a segurança que se vive em Portugal que atrai investidores.

Leia Também: Mundial'2022: Siga em direto os resultados e marcadores da 2.ª jornada

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório