Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

"Bárbaro, inaceitável". Costa condena violência doméstica e faz apelo

Primeiro-ministro assumiu ainda que o Governo está comprometido a combater "flagelo".

"Bárbaro, inaceitável". Costa condena violência doméstica e faz apelo
Notícias ao Minuto

09:32 - 25/11/22 por Notícias ao Minuto

País Primeiro-ministro

O primeiro-ministro apelou, esta sexta-feira, "ao fim do silêncio" das mulheres que sofrem de violência e "ao fim da indiferença" dos que detetem essas situações, reafirmando o compromisso do Governo no combate à violência doméstica.

Numa mensagem publicada no Twitter para assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres, António Costa instou ainda "toda a comunidade" a indignar-se perante "qualquer tipo de violência".

"Neste Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres reitero o apelo ao fim do silêncio de quem sofre agressões e ao fim da indiferença dos que as detetem. E repito o apelo a toda a comunidade a que se indigne perante qualquer tipo de violência", escreveu naquela rede social.

Para o chefe de Governo, "todo e qualquer ato de agressão ou violência contra as mulheres é bárbaro, inaceitável e uma das mais cobardes atitudes entre seres humanos". "Uma mulher ou uma rapariga agredida é toda uma sociedade ferida", continuou.

O primeiro-ministro reafirmou ainda a prioridade do Governo no combate "a este flagelo", nomeadamente através do próximo Orçamento do Estado, com um "reforço de verbas para a criação de mais estruturas de apoio, mais respostas especializadas e novas valências para o apoio a todas as vítimas".

Leia Também: Marcelo pede a todos que combatam violência contra as mulheres

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório