Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2024
Tempo
18º
MIN 10º MÁX 20º

Adriano Moreira. Carlos César evoca "referência da vida política"

O presidente do PS, Carlos César, classificou Adriano Moreira, que morreu hoje aos 100 anos, como "uma referência da vida política portuguesa" com o qual aprendeu sempre, mesmo quando não concordava.

Adriano Moreira. Carlos César evoca "referência da vida política"
Notícias ao Minuto

14:06 - 23/10/22 por Lusa

Política Óbito/Adriano Moreira

"Uma referência da vida política portuguesa e um académico, um especialista em Relações Internacionais, em Segurança e Defesa Nacional que fez escola e deixou obra relevante", escreveu o presidente dos socialistas na sua conta na rede social Facebook.

Segundo Carlos César, Adriano Moreira era "uma personalidade que, depois de uma colaboração influente com o regime anterior, se encontrou com o Portugal Democrático em que participou ativa e construtivamente".

"Convivi em várias ocasiões com Adriano Moreira, quer durante quer depois de eu ter sido Presidente do Governo dos Açores. Aprendi sempre, em todos esses momentos, mesmo quando não concordava, o que era frequente, com o que dele ouvia", termina o ex-líder do Grupo Parlamentar do PS, endereçando o seu pesar à família e "um beijinho" a Isabel Moreira, filha do ex-líder do CDS e atual deputada socialista.

O antigo presidente do CDS morreu hoje aos 100 anos, confirmou à Lusa fonte do partido.

Adriano Moreira foi ministro do Ultramar no período da ditadura (1961-1963) e deputado e presidente do CDS-PP já na democracia, mantendo sempre a ligação à universidade e à reflexão em matéria de Relações Internacionais.

Com 100 anos completados em 06 de setembro passado, foi condecorado pelo Presidente da República em junho com a Grã-Cruz da Ordem de Camões.

Leia Também: PR agradece a Adriano Moreira. "Durante cem anos foi tudo ou quase tudo"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório