Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 8º MÁX 17º

Alemão que matou dois homens no Pico pode ter cometido um terceiro crime

Jornal alemão sugere que o duplo homicida pode estar envolvido no desaparecimento do primeiro marido da mulher com quem vivia nos Açores.

Alemão que matou dois homens no Pico pode ter cometido um terceiro crime
Notícias ao Minuto

09:27 - 27/09/22 por Notícias ao Minuto

País Mistério

O duplo homicídio de dois homens, na ilha do Pico, nos Açores, já é notícia lá fora. Na Alemanha, país onde viveu o assassino, um dos maiores jornais do país, o Blid, sugere que os açorianos mortos a tiro na segunda maior ilha do arquipélago podem não ter sido as primeiras vítimas de Tomislav Jozic, de 60 anos.

Em causa está o desaparecimento misterioso do primeiro marido da atual companheira do homicida, que já foi também detida, por cumplicidade na ocultação de cadáver, mas entretanto libertada.

De acordo com este jornal, assim como com a CNN Portugal, a proprietária da casa, também alemã, foi casada e há uns anos terá viajado para fora da ilha com o marido. Quando voltou já veio sozinha. A quem perguntava, dizia que o homem tinha morrido durante a viagem.

A verdade é que pouco tempo depois chegou à ilha Tomislav Jozic, o bósnio naturalizado alemão, que agora matou os dois açorianos.

A Polícia Judiciária (PJ) segue neste momento o rasto a todas as pistas e já investiga o passado do casal.

Recorde-se que Tomislav Jozic confessou o homicídio a tiro de Mário Coucelos e Mário Sobral e a ocultação de ambos os cadáveres. As duas vítimas foram mortas enquanto viam um terreno, nas imediações da propriedade da companheira do alemão, que pretendiam comprar. Os corpos terão sido queimados em várias fogueiras.

Leia Também: Açores. Detida mulher de imigrante alemão que confessou mortes no Pico

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório