Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Crianças retiradas aos pais a caminho de Portugal

As cinco crianças que no final do ano passado foram retiradas a um casal português de emigrantes vão ficar juntas em Portugal, numa instuição. A decisão foi tomada, conta hoje o jornal Público, depois de os serviços sociais do Lincolnshire, em Inglaterra, terem aceitado a proposta apresentada pelo adido social da embaixada em Londres, José António Galaz, e pelo cônsul-geral de Manchester, Carlos Sousa Amaro.

Crianças retiradas aos pais a caminho de Portugal
Notícias ao Minuto

11:28 - 18/04/14 por Notícias Ao Minuto

País Inglaterra

No final do ano passado, uma juíza do Tribunal de Família decidiu retirar, por definitivo, os cinco filhos aos pais, Carla e José Pedro, tendo nessa altura os três mais velhos ido para famílias de acolhimento e os dois mais novos para adoção.

Em causa estava o facto de o mais velho dos menores ter dito na escola que o pai lhe batera e, posteriormente, de tentativa de rapto das cinco crianças.

O casal português não aceitou a decisão consentiram a adoção e os serviços sociais britânicos decidiram separar os irmãos. O filho mais velho (de 14 anos) e a filha do meio (de sete) estão com famílias de acolhimento de Skegeness, enquanto a mais velha (de 13 anos) está noutra família de acolhimento, em Stamford, onde estão também os dois mais pequenos (de três e cinco anos).

A proposta do adido e do embaixador, entretanto apresentada, foi no sentido de manter as crianças juntas numa instituição, esclarece ao jornal Público o secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, sublinhando que é assim que tudo se processa em Portugal.

O regresso dos cinco irmãos a Portugal deverá ser formalizado tão depressa quanto possível com todas as garantias de que será respeitada a decisão tomada pelo tribunal britânico, sendo que, segundo José Cesário, o processo de adoção das duas crianças mais pequenas pode, por isso, vir a ser suspenso a qualquer momento.

Entretanto, por cá, já foi identificado, revela o jornal Público, um lar de infância e juventude com vagas para acolher os menores.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório