Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
22º
MIN 14º MÁX 23º

Covid-19. Alerta prolongado até 31 de agosto, uso de máscara mantém-se

A medida foi aprovada pelo Conselho de Ministros.

Covid-19. Alerta prolongado até 31 de agosto, uso de máscara mantém-se
Notícias ao Minuto

13:25 - 28/07/22 por Notícias ao Minuto com Lusa

País Covid-19

O Governo aprovou, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, o prolongamento da situação de alerta no âmbito da pandemia até ao final de agosto. "Mantêm-se as regras atualmente em vigor", anunciou a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, referindo-se ao uso de máscaras nos transportes públicos, farmácias e em todos os edifícios de prestação de cuidados de saúde.

A renovação da situação de alerta, que irá vigorar até às 23h59 de 31 de agosto, foi comunicada em conferência de imprensa pela número dois na orgânica do Governo.

As regras em vigor mantêm-se iguais ao que ficou determinado em 21 de abril passado: o uso de máscara é apenas obrigatório nos estabelecimentos de saúde, serviços de saúde e estruturas onde residam pessoas especialmente vulneráveis, bem como nos transportes coletivos.

Continua a não ser necessário o certificado digital Covid-19 na modalidade de teste ou de recuperação, ou outro comprovativo de realização laboratorial, para o acesso às estruturas residenciais e para as visitas a estabelecimentos de prestação de cuidados de saúde.

O período de isolamento para casos de infeção por Covid-19 é de cinco dias.

"É preciso ter consciência de que a partir de setembro se inicia um novo período de vacinação", disse Mariana Vieira da Silva, indicando que, nessa altura, serão debatidas as necessidades para o novo inverno, no que diz respeito à pandemia.

"É possível que tenhamos um agravamento da pandemia"

Questionada sobre uma eventual revisão das medidas após o período de verão, a ministra admitiu a possibilidade de medidas adicionais de combate e mitigação da pandemia a partir do outono, se a evolução da situação epidemiológica justificar.

"Com a chegada do outono e do inverno, é possível que tenhamos um agravamento da pandemia que possa tornar necessário o recurso a medidas adicionais", disse Mariana Vieira da Silva.

A ministra recordou que a partir de setembro inicia-se uma nova fase de reforço da vacinação contra a covid-19 e disse que haverá, a partir dessa altura, um "acompanhamento muito próximo" por parte das autoridades da evolução da situação epidemiológica para avaliar a necessidade de mais medidas.

[Notícia atualizada às 15h00]

Leia Também: Covid-19. Média diária de infeções atinge o valor mais baixo deste ano

Recomendados para si

;
Campo obrigatório