Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 11º MÁX 16º

AO MINUTO: Fogo em Chaves sem frentes mas ativo; Murça em "rescaldo"

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre os incêndios em Portugal.

AO MINUTO: Fogo em Chaves sem frentes mas ativo; Murça em "rescaldo"
Notícias ao Minuto

07:33 - 20/07/22 por Notícias ao Minuto

Ao Minuto País Incêndios

Portugal permanece em situação de alerta até, pelo menos, 21 de julho, conforme anunciou o Governo na terça-feira. A situação deverá ser reavaliada nesse dia.

Ontem, 40 idosos foram retirados por precaução do lar de Fiolhoso devido ao incêndio de Murça. O fogo deflagrou no domingo e estendeu-se aos concelhos de Vila Pouca de Aguiar e de Valpaços.

Neste incêndio, que começou perto da aldeia de Cortinhas, registou-se na segunda-feira a morte de um casal de idosos, que foi encontrado dentro do carro acidentado, numa área ardida.

Fogo em Chaves não tem frentes ativas mas ainda não é considerado extinto

Marta Ferreira | há 1 mês

O incêndio que deflagrou na sexta-feira na freguesia de Bustelo, em Chaves, já não tem frentes ativas, mas ainda não foi dado como extinto, adiantou hoje à Lusa o presidente da câmara.

Durante a tarde, e apesar do dia ter sido tranquilo, verificaram-se "alguns reacendimentos" que foram, rapidamente, debelados, explicou Nuno Vaz.

Apesar de já não lavrar em Portugal, o fogo continua ativo do lado espanhol, para onde passou na segunda-feira, o que merece vigilância porque pode reentrar em território nacional, adiantou.

Bustelo e Murça são os fogos mais "importantes"

Marta Ferreira | há 1 mês

No ponto de situação da Proteção Civil, às 22h00, os incêndios de Bustelo, em Chaves, e o de Murça, Vila Real, são os principais fogos desta noite. 

O fogo de Murça mobilizava, às 22h00, 794 operacionais e 281 meios terrestres. Já o de Bustelo tinha em combate 128 bombeiros e 42 meios terrestres. 

Esta classificação tendo em conta a duração superior a três horas e os meios de proteção e socorro envolvidos.

Cinco incêndios às 19h00, Murça o mais grave

Marta Ferreira | há 1 mês

Portugal continental tinha às 19h00 de hoje cinco incêndios ativos, sendo o mais grave o que se regista no concelho de Murça, Vila Real, no dia em que se registaram 83 ocorrências, informou a Proteção Civil.

O balanço foi hoje feito pelo comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes, na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide, Oeiras.

Proteção Civil. Cinco incêndios às 19h00, Murça o mais grave

Portugal continental tinha às 19:00 de hoje cinco incêndios ativos, sendo o mais grave o que se regista no concelho de Murça, Vila Real, no dia em que se registaram 83 ocorrências, informou a Proteção Civil.

Lusa | 20:48 - 20/07/2022


  

90% do incêndio de Murça "em consolidação, rescaldo e vigilância"

Marta Ferreira | há 1 mês

O segundo comandante regional do Norte da Proteção Civil disse hoje que 90% do incêndio que lavra há quatro dias em Murça, no distrito de Vila Real, já se encontra em "fase de consolidação, rescaldo e vigilância".

De acordo com Armando Silva, "o incêndio continua ativo com uma pequena frente que ainda continua a lavrar, mas com pouca intensidade e com meios empenhados em combate".

"Mas mais de 90% do incêndio já está em fase de consolidação, rescaldo e vigilância", salientou, no ponto da situação que fez pelas 20h00.

Militares do Exército vigiam serra de Santa Luzia

Marta Ferreira | há 1 mês

Militares do Exército da Escola dos Serviços da Póvoa do Varzim, num total de sete equipas, realizam ações de vigilância e patrulhamento para prevenir incêndios na serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município diz que estas equipas já estão no terreno desde 01 de julho e até 30 de setembro, percorrendo e vigiando diariamente toda a serra, "em estreita articulação com as entidades que integram o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais, numa perspetiva dissuasora e de permanente vigilância".

 

Incêndio em São João da Serra, Viseu, mobiliza três meios aéreos

Marta Ferreira | há 1 mês

Um incêndio em São João da Serra, no distrito de Viseu, deflagrou às 17h10 e foi classificado como ocorrência "importante" no último ponto de situação da Proteção Civil devido à quantidade de meios que mobilizam.

O fogo lavra numa zona de mato  e é travado por 101 bombeiros, 25 veículos e três meios aéreos. 

Segundo a página da Proteção Civil, o incêndio já entrou em resolução.

Incêndio deflagra em zona de mato na Amadora. Um meio aéreo acionado

Marta Ferreira | há 1 mês

Um incêndio está esta tarde a ser combatido por mais de 30 bombeiros de várias corporações, seis veículos de apoio e um meio aéreo numa zona de mato em Mina de Água, na Amadora, distrito de Lisboa.

PS de Ponte da Barca acusa executivo de colocar população em risco

Marta Ferreira | há 1 mês

O PS de Ponte da Barca, distrito de Viana do Castelo, acusou hoje o presidente do município de "inércia" e de "colocar em risco as populações", ao não preparar nem planear "adequadamente a época de risco de incêndios".

A acusação surge na sequência do incêndio que lavrou na semana passada na zona do Lindoso, atingindo uma área aproximada de 1.400 hectares, segundo disse na terça-feira à agência Lusa a diretora regional do Norte do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

 

Vídeo mostra a destruição causada pelo fogo em Murça

Marta Ferreira | há 1 mês

Um vídeo partilhado pela conta de Facebook Meteo Trás os Montes mostra a destruição deixada pelo incêndio que lavra desde dia 17 de julho, em Murça. 

As imagens são de zonas de mato pintadas de negro e uma coluna de fumo que ainda permanece. 

 

MAR Shopping Algarve aposta em equipamento de combate a incêndio

Marta Ferreira | há 1 mês

O MAR Shopping Algarve adquiriu um equipamento inovador de combate a incêndios, revelou hoje em comunicado a superfície comercial. 

Este equipamento é um "dos mais evoluídos cobertores ignífugos do mundo" e permite o rápido controlo de um incêndio "por exemplo num veículo automóvel à superfície ou num parque de estacionamento coberto".

Este 'cobertor' é produzido por uma empresa norueguesa e "além de controlar o incêndio, inibe a produção de fumos e gases (e consequentemente a exposição das pessoas aos agentes nocivos libertados na combustão)". 

O equipamento já foi testado para comprovar a sua eficácia.

Notícias ao Minuto Simulacro do equipamento© D.R.

Um dos incêndios que preocupava Proteção Civil já está em resolução

Marta Ferreira | há 1 mês

Um dos fogos que preocupava a Proteção Civil no ponto de situação das 15h00, o incêndio do Sabugal, na Guarda, já se encontra em resolução, segundo a página da autoridade.

Neste momento, apenas o incêndio de Murça é uma das ocorrências mais significativa com 827 bombeiros, 279 veículos e 6 meios aéreos em combate. Este teve início no passado dia 17 de julho.  

Mais de mil hectares de pinheiro bravo queimados em Vila Pouca de Aguiar

Marta Ferreira | há 1 mês

O presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, estimou hoje que tenham ardido "mais de mil hectares de pinheiro bravo" no incêndio que começou em Murça, no distrito de Vila Real.

O autarca afirmou à Lusa que os prejuízos ainda não estão quantificados e a avaliação dos mesmos será a fase que se segue, depois de apagado neste concelho o fogo que começou, no domingo, em Murça e passou também para o município de Valpaços.

"Ainda não temos a quantificação dos prejuízos, mas são muito avultados porque esta área que ardeu tinha plantações de pinheiro bravo muito significativas", afirmou, concretizando que estima que tenham sido afetados "mais de mil hectares".

Perto de 900 bombeiros combatem dois fogos "importantes" às 15h00

Marta Ferreira | há 1 mês

No ponto de situação dos incêndios feito às 15h00 desta quarta-feira, a Proteção Civil destaca dois incêndios considerados "importantes" - pelo número de meios envolvidos no combate e duração da ocorrência - combatidos por perto de 900 bombeiros. 

Estes dois incêndios são o de Cortinhas, em Murça, distrito de Vila Real, e Vilar Maior, no Sabugal, distrito da Guarda. 

Aires quer mais prevenção e apoio da Câmara de Palmela no combate

Tomásia Sousa | há 1 mês

Um grupo de 30 moradores de Aires, que teve as residências ameaçadas pelo incêndio da semana passada em Palmela, vai apelar hoje à Câmara Municipal para que reforce os meios de prevenção e combate de fogos florestais e urbanos.

Reduzida frente que continua ativa em fogo de Murça

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os meios de combate reduziram na manhã de hoje a única frente de fogo que resta do incêndio que lavra há quatro dias em Murça, no distrito de Vila Real, de acordo com a Proteção Civil.

No ponto da situação feito às 13h00, o segundo comandante regional do Norte, Armando Silva, indicou que os meios de combate "diminuíram cerca de 100 metros à frente" de fogo que se mantém "ativa".

Incêndios: Reduzida frente que continua ativa em fogo de Murça

Os meios de combate reduziram na manhã de hoje a única frente de fogo que resta do incêndio que lavra há quatro dias em Murça, no distrito de Vila Real, de acordo com a Proteção Civil.

Lusa | 14:05 - 20/07/2022

Queimas e queimadas representam 62% das causas dos fogos deste ano

Tomásia Sousa | há 1 mês

As queimas e queimadas são a principal origem dos incêndios rurais registados este ano, representando 62% das causas apuradas, enquanto 14% dos fogos foram provocados por incendiários, revelou hoje o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Balanço. Cinco incêndios em curso às 14h

Tomásia Sousa | há 1 mês

Há cinco incêndios em curso, quatro em resolução e 23 em fase de conclusão, de acordo com o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) às 14h.

Estes fogos mobilizam, ao todo, 1.425 bombeiros, 443 meios terrestre e oito meios aéreos.

Só nos incêndios que lavram no distrito de Vila Real estão empenhados quase mil operacionais e oito meios aéreos.

Detido suspeito do incêndio que ameaçou habitações em Baião

Tomásia Sousa | há 1 mês

Um homem de 38 anos foi detido, na terça-feira, fora de flagrante delito, por ser o presumível autor de um incêndio florestal em Baião, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ) em comunicado.

De acordo com a nota, "o fogo terá sido provocado com recurso a chama direta, através de isqueiro, em locais de manchas florestais muito significativas".

Detido suspeito do incêndio que ameaçou habitações em Baião

Fogo terá sido provocado com recurso a um isqueiro.

Notícias ao Minuto | 12:23 - 20/07/2022

Arderam quase 58 mil hectares este ano, mais do dobro que em 2021

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os incêndios florestais consumiram este ano 57.940 hectares, mais do dobro do que em todo o ano de 2021, segundo dados provisórios do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Dados provisórios recolhidos até hoje pelo ICNF dão conta que se registaram este ano 6.566 incêndios rurais, que provocaram 57.940 hectares de área ardida, 49% em povoamentos florestais, 38% em matos e 13% em área agrícola.

Temperaturas voltam a subir esta quarta-feira

Tomásia Sousa | há 1 mês

 

 

Detido suspeito de atear fogo na Guarda na segunda-feira

Tomásia Sousa | há 1 mês

Um homem foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), com a colaboração da Polícia de Segurança Pública (PSP) da Guarda, por ser suspeito de ter ateado um fogo naquele concelho, que deflagrou cerca das 14h30 da passada segunda-feira.

Aparentemente motivado "por incendiarismo", o agora detido "terá ateado os incêndios recorrendo a chama direta, fazendo uso de isqueiro" em vários pontos próximos, em vegetação numa quinta agrícola. O último dos fogos foi ateado quando os meios de combate já se encontravam no local a combater o primeiro foco.

Detido suspeito de atear fogo na Guarda na segunda-feira

Homem, com cerca de 56 anos, tem antecedentes criminais.

Notícias ao Minuto | 12:09 - 20/07/2022

Balanço. Sete meios aéreos só em Murça

Tomásia Sousa | há 1 mês

Continuavam em curso dois incêndios, de acordo com a página da Proteção Civil, às 10h30. Há ainda três incêndios em fase de resolução e 20 em conclusão. 

O incêndio que lavra em Murça continua a ser o que concentra mais meios a esta hora, com mais de 800 bombeiros apoiados por 276 veículos e sete meios aéreos.

Dois dos três setores do fogo de Murça em consolidação e rescaldo

Tomásia Sousa | há 1 mês

Uma parte do incêndio que deflagrou no domingo em Cortinhas, concelho de Murça, no distrito de Vila Real, estava às 09h20 de hoje em fase de consolidação e rescaldo, disse à Lusa fonte da proteção civil.

"O incêndio está dividido em três setores: Murça, Carrazeda de Montenegro e Vila Pouca de Aguiar. Neste momento, apenas o de Murça se mantém ativo, com muitos meios no local, encontrando-se os de Carrazeda de Montenegro e Vila Pouca de Aguiar em consolidação e rescaldo", disse à Lusa o comandante Rodrigo Bretelo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

Cenário dantesco. Bombeiros partilham vídeo das chamas em Vila Real

Tomásia Sousa | há 1 mês

Uma equipa de bombeiros em Vila Pouca de Aguiar teve de passar por um caminho "completamente em chamas" para se conseguir salvar, tendo conseguido gravar este momento de coragem. 
 
O vídeo inicialmente partilhado nas redes sociais pela página Diário de Um Bombeiro mostra a coragem dos homens e mulheres que arriscam a vida diariamente no combate às chamas.

Veja o momento aqui.

Fogo em Chaves em fase de resolução

Tomásia Sousa | há 1 mês

O incêndio que deflagrou na sexta-feira na freguesia de Bustelo, em Chaves, entrou hoje de manhã em fase de resolução, segundo o Centro Distrital de Operações e Socorro de Vila Real.

De acordo com a informação disponível pelas 9h00 no 'site' da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), no local ainda estavam no combate às chamas 154 elementos, apoiados por 47 viaturas.

Incêndios: Fogo em Chaves em fase de resolução

O incêndios que deflagrou na sexta-feira na freguesia de Bustelo, em Chaves, entrou hoje de manhã em fase de resolução, segundo o Centro Distrital de Operações e Socorro de Vila Real.

Lusa | 09:00 - 20/07/2022

Balanço. Dois fogos em curso e três meios aéreos a operar às 9h

Tomásia Sousa | há 1 mês

De acordo com a página da Proteção Civil, há dois incêndios em curso às 9h, outros dois em fase de resolução e 20 em fase de conclusão. O fogo que lavra em Murça, no distrito de Vila Real, empenha a esta hora 817 bombeiros, 276 meios terrestres e três meios aéreos.

Recorde de temperatura em Portugal foi o 3.º mais alto da UE

Tomásia Sousa | há 1 mês

Portugal está entre os países da União Europeia onde o recorde de temperatura atingido durante esta vaga de calor é mais alto: 47,4ºC. Os dados foram partilhados pela página de estatísticas EU Stats, e mostram que Itália foi o país mais quente, tendo superado os 48ºC.

Fogos em Chaves e Murça mantêm-se ativos e com mais de 900 operacionais

Tomásia Sousa | há 1 mês

Os incêndios nos concelhos de Chaves e Murça, no distrito de Vila Real, mantinham-se cerca das 07h30 de hoje ativos, mobilizando mais de 900 operacionais, com o apoio de 314 meios terrestres, segundo dados da proteção civil.

O incêndio que deflagrou às 16h35 de domingo em Cortinhas, concelho de Murça, no distrito de Vila Real, era o que mais meios mobilizava cerca das 7h30, com 765 operacionais, com o apoio de 265 meios terrestres.

Já o incêndio que deflagrou na sexta-feira na freguesia de Bustelo, no concelho de Chaves, também no distrito de Vila Real, era combatido às 7h30 por 155 operacionais, apoiados por 48 veículos.

Fogos em Chaves e Murça mantêm-se ativos e com mais de 900 operacionais

Os incêndios nos concelhos de Chaves e Murça, no distrito de Vila Real, mantinham-se cerca das 07:00 de hoje ativos, mobilizando mais de 900 operacionais, com o apoio de 314 meios terrestres, segundo dados da proteção civil.

Lusa | 07:35 - 20/07/2022

Situação de alerta prolongada até quinta-feira

Tomásia Sousa | há 1 mês

Portugal permanecerá em situação de alerta até, pelo menos, 21 de julho, segundo avançou o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, na terça-feira. O responsável adiantou que a situação será reavaliada no mesmo dia.

"Contribuiu para esta decisão a auscultação de todos os agentes e estruturas da Proteção Civil, e muito particularmente a avaliação feita pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera", apontou, em declarações aos jornalistas na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), em Carnaxide.

Balanço. Dois incêndios em curso às 7h30

Tomásia Sousa | há 1 mês

Bom dia! Há dois incêndios em curso, dois em resolução e 21 em fase de conclusão, de acordo com o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) às 7h30.

Estes fogos mobilizam, ao todo, 1.249 bombeiros e mais de 400 meios terrestres.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório