Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 19º MÁX 26º

Portugal com 73.293 novos casos de Covid-19 e 146 mortes

Registaram-se menos casos, menos mortes e há menos doentes internados.

Portugal com 73.293 novos casos de Covid-19 e 146 mortes

Portugal registou 73.293 novos casos de Covid-19 e 146 mortes associadas à doença, na semana entre 21 e 27 de junho, segundo os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS), esta sexta-feira.

O relatório semanal agora divulgado pela autoridade de Saúde mostra que houve um decréscimo das infeções e da mortalidade face ao último balanço.

Foram diagnosticados menos 22.011 casos comparativamente à semana anterior e a incidência da doença, cumulativa a sete dias, é agora de 712 casos por 100 mil habitantes, uma diminuição de 23%

Já o Índice de Transmissibilidade - R(t) - é agora de 0,88

Quanto à mortalidade, ocorreram menos 97 mortes face ao boletim anterior. Registaram-se 14 mortes por milhão de habitantes, uma redução de 40% comparativamente à última semana que tinha sido analisada. 

Esta tendência de descida é acompanhada pelos internamentos. Há agora 1.441 pessoas internadas nos hospitais portugueses devido à Covid-19, menos 302 pacientes do que na semana em análise. Nos Cuidados Intensivos estão 81 doentes, menos quatro.

Analisando os dados por regiões, foi em Lisboa e Vale do Tejo que foram diagnosticados mais novos casos, com 33.406 infeções. Segue-se o Norte, com 16.383, o Centro com 9.990, o Algarve, com 4.452, e o Alentejo, com 3.285. Nos Açores foram reportados 3.062 novos casos e na Madeira 2.715.  O boletim mostra que houve menos casos confirmados em todas as regiões.

Quanto aos óbitos, 64 ocorreram em Lisboa e Vale do Tejo, 34 no Norte, 24 no Centro, 10 na Madeira, sete no Algarve, cinco nos Açores e três no Alentejo.

Além disso, o relatório avança também dados da vacinação contra a doença e mostra que 100% das pessoas com mais de 25 anos têm a vacinação completa. Na faixa dos 18 aos 24 anos esta percentagem é de 98%. Na faixa dos 12 aos 17 anos a percentagem é de 97% e na faixa dos 5 aos 11 é de 41%.

No que diz respeito à dose de reforço, 97% das pessoas com 80 anos ou mais receberam esta dose, mas a taxa é maior na faixa dos 65 aos 79 anos- 98%. A percentagem é de 87% entre os 50 e 64 anos e de 64% entre os 25 e os 49 anos. Dos 18 aos 24 anos, apenas 50% das pessoas receberam este reforço.

[Notícia atualizada às 20h05]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório