Meteorologia

  • 10 AGOSTO 2022
Tempo
26º
MIN 17º MÁX 26º

Detidas 38 pessoas em buscas no IMT e centros de inspeção. Uma é polícia

Foram ainda apreendidos 4.311,51 euros em numerário, 41 telemóveis e dados informáticos processualmente relevantes.

Detidas 38 pessoas em buscas no IMT e centros de inspeção. Uma é polícia
Notícias ao Minuto

12:11 - 29/06/22 por Notícias ao Minuto

País PSP

Foram detidas 38 pessoas no âmbito de buscas no Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMT) e em centros de inspeção levadas a cabo, na terça-feira (28 de junho) pela Polícia de Segurança Pública (PSP). Entre estes, encontra-se um agente da referida força de segurança.

Em comunicado enviado hoje às redações, a PSP explicita que "dois detidos são administradores de facto ou de direito de entidades gestoras de centros de inspeção técnica de veículos (CITVs)", "33 detidos exercem funções como inspetores em diversos CITVs", "dois detidos são funcionários do IMT" e "um detido é polícia da PSP (suspeito de atuar como angariador de clientes para o esquema fraudulento)". 

Foram ainda apreendidos 4.311,51 euros em numerário, 41 telemóveis e dados informáticos processualmente relevantes.

A 'Operação Hydra' - no contexto de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) e em investigação no Departamento de Investigação Criminal da Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) - realizou, recorde-se, ontem, buscas em Braga, Vila Verde, Vila Nova de Famalicão, Guimarães, Vizela, Fafe, Amarante, Lousada, Gondomar, Porto, Matosinhos, Valongo, Loures, Lisboa, Agualva-Cacém, Azambuja, Vila Franca de Xira, Seixal, Palmela, Setúbal, Silves, Lagoa e Portimão.

Os suspeitos montaram um esquema no qual permitiam que carros passassem na inspeção sem que fossem anotadas deficiências que os mesmos apresentavam ou sem que fossem realizados os devidos procedimentos de inspeção legalmente obrigatórios. Em troca, os suspeitos recebiam vantagens patrimoniais e não patrimoniais dos clientes dos centros de inspeção. 

A investigação em causa vinha a ser desenvolvida em 3 inquéritos distintos, iniciados em 2017, 2019 e 2020 pela PSP – inicialmente pela Esquadra de Investigação Criminal de Loures e, posteriormente, pela Brigada Central de Investigação de Criminalidade Económica e Financeira do Departamento de Investigação Criminal da Direção Nacional da PSP.

[Notícia atualizada às 12h24]

Leia Também: Buscas em centros de inspeção: O esquema que levou a 34 detenções

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório