Meteorologia

  • 15 AGOSTO 2022
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 28º

Urgências de obstetrícia de Portimão vão estar fechadas no fim de semana

Todas as grávidas com mais de 22 semanas de gestação serão transferidas para Faro.

Urgências de obstetrícia de Portimão vão estar fechadas no fim de semana
Notícias ao Minuto

08:59 - 25/06/22 por Notícias ao Minuto , Lusa

País Urgências

As Urgências de Obstetrícia do hospital de Portimão, no Algarve, vão estar fechadas todo o fim de semana, segundo avança a CNN Portugal.

O canal especifica que o que vai estar encerrado é a maternidade e o bloco de partos, que fecharam às 16h00 de ontem, algo que deve permanecer todo o fim de semana.

A reabertura só está prevista para as 08h00 da manhã, da próxima segunda-feira.

Como consequência desta situação, todas as grávidas com mais de 22 semanas de gestação serão transferidas para Faro e aquelas que estão numa fase menos avançada podem ficar em Portimão na urgência de Obstetrícia e Genecologia que fica apenas aberta para casos menos graves.

Assim todos os partos a acontecer no Algarve vão realizar-se em Faro, sendo que este é o segundo fecho da maternidade de Portimão em pouco mais de uma semana.

Para assegurar a resposta às grávidas a partir das 22 semanas de gestação, ou que necessitem de cuidados especiais, foi montado um dispositivo em conjunto com a Proteção Civil, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU). Neste sentido, estarão disponíveis enfermeiras especialistas para acompanhar as grávidas da zona de Portimão para o hospital de Faro, no caso de ser necessário transferi-las de ambulância.

Em simultâneo com esta falha nas urgências de Obstetrícia, também a Pediatria apresenta baixas sendo que não vai existir um médico pediatra no hospital de Faro das 09h00 da manhã até às 21h00 da noite. Isto porque o único profissional de saúde existente neste horário estará em Portimão. As crianças menos graves serão assistidas por um médico de adultos. 

Em declarações à Lusa, Ana Varges Gomes, presidente do Centro Hospitalar do Algarve, afirmou que "nós temos apenas cinco pediatras com capacidade para fazer urgência 24 horas e eu tenho que garantir quatro escalas de urgência de Pediatria. Com cinco pediatras que façam urgência 24 horas, isso é impossível".

"Com os tarefeiros eu não tenho nenhuma forma legal de os obrigar a fazer aquilo com que eles se comprometem. Se eles faltarem, eu não tenho resposta", notou, sublinhando que este é um problema cuja resolução "não está nas mãos" do hospital.

Relembra-se que, nas últimas semanas têm-se sucedido os encerramentos das urgências de Ginecologia e Obstetrícia um pouco por todo o país, por dificuldades em assegurar escalas.

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou em 13 de junho a criação de um "plano de contingência" até setembro para fazer face ao problema que se vive no setor.

[Notícia atualizada às 11h30]

Leia Também: Sindicato alerta para "rotura" na Obstetrícia em Lisboa e Vale do Tejo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório