Meteorologia

  • 22 JULHO 2024
Tempo
34º
MIN 18º MÁX 37º

Recluso condenado por homicídio agride dois guardas na cadeia do Linhó

Indivíduo ameaçou guarda afirmando que só não fazia nada porque tinha "a precária à porta".

Recluso condenado por homicídio agride dois guardas na cadeia do Linhó

Um recluso, de 28 anos, condenado a 18 anos de cadeia por homicídio, agrediu esta terça-feira, dia 14 de junho, dois guardas prisionais no Estabelecimento Prisional do Linhó, em Alcabideche.

Ao que o Notícias ao Minuto pôde apurar junto de fonte da direção do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), a situação começou à hora de almoço, no refeitório, quando o preso se recusou a cumprir a ordem para recolher a comida que lhe estava destinada por prescrição médica.

Revoltado com a dieta que lhe era atribuída, o recluso ter-se-á exaltado e começou por falar alto e cara a cara com um dos guardas gritando: "não és ninguém, não mandas aqui nada e na minha comida mando eu".

Posto isto, o guarda tentou acalmar a situação, mas foi golpeado pelo indivíduo na cara. Um segundo guarda foi pontapeado no joelho. 

O recluso foi de imediato levado pelos guardas prisionais para o gabinete da chefia da cadeia, mas ainda ameaçou um destes. "Só não te faço aqui nada porque tenho a precária à porta", terá dito, segundo fonte do SNCGP. 

Chegado à chefia do Estabelecimento Prisional, o preso "alterado e agressivo, retirou os chinelos e adotou a postura de ataque com punhos cerrados e levantados desafiando os guardas para um 'mano a mano'". 

Atualmente o recluso está em isolamento e foi colocado em regime disciplinar. Os guardas prisionais recorreram ao hospital onde efetuaram um raio-x, mas "estão bem, só doridos". 

Refira-se que o Sindicato tem vindo a manifestar-se contra a falta de condições laborais, nomeadamente no que diz respeito à falta de profissionais.

Leia Também: Recluso faz mata-leão e morde dedo de guarda prisional na cadeia do Linhó

Recomendados para si

;
Campo obrigatório