Meteorologia

  • 25 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 23º

AM do Porto unânime na crítica processo de descentralização

As críticas ao processo de descentralização foram unânimes na Assembleia Municipal do Porto, que aprovou a saída da Associação Nacional de Municípios, mas PS, BE, PAN e CDU acusaram Rui Moreira de estar "a isolar" a autarquia.

AM do Porto unânime na crítica processo de descentralização
Notícias ao Minuto

06:54 - 31/05/22 por Lusa

País Porto

A saída do Porto da Associação Nacional de Municípios (ANMP) foi aprovada com 24 votos a favor dos deputados municipais independentes e do PSD, mais seis votos de presidentes de Juntas de Freguesia do município (30 no total) e com os votos contra dos oito deputados do PS, dos três da CDU, três do BE e um do PAN, além do voto do sétimo presidente de Junta (16 no total).

Todos os partidos com assento naquele órgão deram conta de concordar com a descentralização de competências e foram igualmente unânimes em criticar a forma como aquele processo está a ser conduzido, assim como apontaram o dedo à atuação da ANMP nesta matéria, mas BE, PAN, PS e CDU realçaram que sozinha a autarquia do Porto vai "perder força" negocial.

"Do ponto de vista da problemática que está na origem desta pretensa solução, estamos de acordo (...) mas defendemos que em democracia é dentro das instituições que lutamos por mudança e não abandonando-as", defendeu Susana Constante Pereira.

Para o PAN, deixar a ANMP é "matar o mensageiro" e não é solução: "o PAN considera que a explicação que aqui nos é trazida por parte deste executivo não é suficiente forte para que o Porto abandone a sua tradição de luta expedita pelos seus justos interesses", declarou o deputado único Paulo Vieira de Castro.

Paula Roseira, pelo PS, lembrou o percurso da ANMP em prol dos municípios, afirmando que os socialistas não imaginam "como pode o Porto, a principal cidade do Norte, o fiel de toda uma região, ficar à margem desta frente comum do municipalismo português".

"Esta saída não serve os interesses do nosso município, não melhora o processo de descentralização (...) A saída apenas vai levar ao isolacionismo do Porto e ao enfraquecimento da nossa capacidade negocial", acrescentou.

Pela CDU, Rui Sá, apesar de concordar com a posição de Rui Moreira sobre como está a ser feito processo de descentralização, criticou o autarca por "não se ter feito ouvir" dentro da ANMP ao longo dos seus mandatos.

"Estamos de acordo na crítica ao processo de descentralização e da posição da ANMP nesta matéria, mas achamos que deve ser desta forma associativa de integração de um órgão representativo de todos os municípios, achamos que ai dá-se mais força à nossa capacidade negocial e que devemos fazer ouvir a nossa voz na ANMP", explicou.

Do lado do sim à saída do Porto da ANMP, o deputado do CHEGA Rui Afonso afirmou que "atualmente não se encontra garantida a independência nem autonomia daquele órgão perante a Administração Central" pelo facto de "ser constituída maioritariamente e controlada por municípios socialistas" o que "faz com que se levantem questões legitimas quanto ao empenho nas negociações com o Governo".

Já o PSD pela voz de Miguel Corte Real questionou "se a ANMP, depois do primeiro alerta dado na reunião do executivo, não teve a preocupação de interceder junto do Governo, procurar mediar a relação entre O Porto e o Governo, então o que é que a ANMP está a fazer pelos interesses do Porto".

Pedro Schuller, do movimento independente Rui Moreira: Aqui há Porto considerou que a ANMP é "um testa de ferro do PS", pelo que a aprovação da saída do Porto daquela entidade tornou este dia "dia de coragem, reflexo do saudável ceticismos que o Porto tem pelo poder central porque sair da ANMP é uma posição liberal, algo que é tão característico desta cidade".

A decisão do município do Porto tem agora que ser dada a conhecer ao Conselho Geral da ANMP e prevê que o Porto assuma de forma "independente e autónoma" todas as negociações com o Estado em relação à descentralização de competências, "sem qualquer representação".

Leia Também: Assembleia aprova saída do Porto da Associação Nacional de Municípios

Recomendados para si

;
Campo obrigatório