Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Bolieiro desafia jovens lusodescendentes no Canadá a redescobrirem Açores

O presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, incentivou este sábado em Brampton, no Canadá, os jovens lusodescendentes de origem açoriana a "redescobrirem o arquipélago".

Bolieiro desafia jovens lusodescendentes no Canadá a redescobrirem Açores
Notícias ao Minuto

09:07 - 29/05/22 por Lusa

País Açores

"Aos jovens que não esqueçam a origem dos seus pais e dos avós para que possam fazer uma redescoberta dos Açores, que não só é uma terra de destino turística para eles, mas também uma terra de oportunidades para desenvolverem o seu talento, ou os negócios, quer nos Açores, quer em Portugal", disse o chefe do governo regional, em declarações à agência Lusa.

José Manuel Boleiro, de visita ao Canadá desde sexta-feira, participava na 39.ª Gala de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos, no sábado à noite, onde foram entregues 40 bolsas de estudo a alunos lusodescendentes e cinco Prémios de Excelência a membros da comunidade.

Para o social-democrata, os jovens lusodescendentes "podem ser muito bem-sucedidos no Canadá" mas "sem esquecer também as origens dos seus pais e dos avós".

"Quero promover com a Universidade dos Açores a possibilidade de irem fazer experiências com o português nos açores, descobrir oportunidades para mestrados e doutoramentos. Igualmente, depois com o seu talento, descobrir oportunidades de viver nos Açores visto que cada vez mais, com a transição digital que estamos a viver, não interessa o local onde estamos a desenvolver a nossa competência profissional", adiantou.

O chefe do governo açoriano sublinhou ainda que a fiscalidade existente nos Açores é "muito mais baixa comparativamente ao Canadá" com a qualidades de vida a ser "muito tranquila", o que considera serem "bons aperitivos para a descoberta da oportunidade de se viver no arquipélago".

Caso não tinha a hipótese de se mudarem definitivamente para os Açores, que o façam para "estabelecerem negócios nas ilhas", apelou.

Kalista Kyle, de 21 anos, filha de uma emigrante de São Miguel (Açores), foi um dos estudantes beneficiados com uma bolsa de estudo.

A frequentar o último ano de um curso de biologia e de saúde mental, na Universidade de Toronto, a lusodescendente já visitou os Açores, pelo menos em 13 situações, um local "muito importante", onde a sua mãe nasceu e espera um dia mudar-se em definitivo.

"No futuro, depois de concluir os estudos, espero mudar-me. Este ano pretendo entrar na faculdade de medicina, depois de concluir, pretendo mudar-me para a Europa, provavelmente vou para os Açores", realçou.

Kyle fala português com sotaque sul-americano e justificou que isso se deve ao facto de ter aprendido a língua portuguesa por "meios próprios" e não em casa.

"Aprendi sozinha o português. Morei com os meus avós, como eles não falavam muito inglês, decidi que era melhor aprender a escrever português e a falar melhor. Encontrei um curso online com português do Brasil e depois fiquei com este sotaque", explicou.

Também Inês Costa Valente, nos Canadá desde os 9 anos, filha de emigrantes de São Miguel e da Ilha Terceira (Açores), mostrou-se feliz pela atribuição das bolsas de estudo.

"Esta bolsa de estudo que recebi é muito importante, pois vai ajudar os meus pais financeiramente, pagando desta forma a minha educação", frisou.

A luso-canadiana pretende ingressar na Universidade de Toronto para frequentar um curso de Ciências da Vida.

"Ainda não sei, mas talvez um dia volte para os Açores, mas neste momento não sei, mas é bem possível", sublinhou.

A Gala da Federação de Empresários e Profissionais Luso-Canadianos teve como orador principal Louis de Melo, o diretor executivo (CEO) da Sinai Health Foundation.

O empresário Fernando Branco, vice-presidente do Pearson Convention Centre, foi reconhecido com o Prémio de Excelência Empresarial, enquanto que o Prémio de Excelência Profissional foi atribuído ao advogado Kim Ferreira.

O músico e cantor Shawn Desman, vencedor de um Prémio de Música Canadiana (Juno Award) em 2006, foi condecorado com o galardão Nova Geração.

A empresária e filantropa Ema Dantas, que subiu ao Evereste no dia 13 de maio, numa ação de caridade em prol da saúde mental, foi reconhecida com o Prémio Humanitário.

A professora Celina de Melo, ligada ao ensino de português no First Portuguese Canadian Cultural Centre, foi homenageada com o Prémio de Compromisso Cívico.

José Manuel Bolieiro promove este domingo um encontro coletivo com representantes do movimento associativo português do Ontário e ainda visitará o Pavilhão de Portugal no Festival Multicultural Carassauga, em Mississauga.

Nesta visita ao Canadá, também está presente do diretor regional das Comunidades, José Andrade.

Calcula-se que existem na América do Norte mais de um milhão de portugueses e lusodescendentes de origem açoriana de várias gerações.

Leia Também: Açores. Carlos César defende "menos incompetência" e "mais PS" no Governo

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório