Meteorologia

  • 07 JULHO 2022
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 39º

Monkeypox. Doentes estão "estáveis" e "não há razões para alarmismos"

Governo assegura que todos os casos estão a ser monitorizados.

Monkeypox. Doentes estão "estáveis" e "não há razões para alarmismos"

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, disse, esta quinta-feira, que todos os casos de infeção humana pelo vírus Monkeypox confirmados em Portugal estão "estáveis" e defendeu que "não há razões para alarmismos".

Em declarações aos jornalistas, em Lisboa, o governante começou por confirmar, tal como foi adiantado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), que há, neste momento, 58 casos confirmados de Monkeypox no país, apesar de também haver "mais amostras" ainda por "analisar".

"O INSA continua em tempo real a fazer a sequenciação, a fazer a monitorização e avaliação e, o que sabemos, é que estes doentes estão estáveis", disse, destacando que esta é uma doença autolimitada, "cuja origem" se desconhece, tal como o tratamento.

Neste sentido, o secretário de Estado destacou que este é um “processo” que está a ser desenvolvido “em conjunto com parceiros europeus" e outro países para "consolidar conhecimento".

O governante confirmou ainda que a maior parte dos casos foram confirmados na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas também há casos no Norte e Algarve. 

"Não há razões para alarmismos, todos os casos estão a ser monitorizados, estão estáveis, a doença é uma doença autolimitada, tem de se esperar o tempo de cura dos próprios sintomas", reiterou, lembrando que estes doentes se devem autoisolar até que "toda a sintomatologia desapareça".

Recorde-se que a DGS recomenda que os indivíduos que apresentem "erupção cutânea, lesões ulcerativas, gânglios palpáveis, eventualmente acompanhados de febre, arrepios, dores de cabeça, dores musculares e cansaço, devem procurar aconselhamento clínico". Quando se dirigirem a uma unidade de saúde, devem cobrir as lesões cutâneas.

Leia Também: Portugal compra vacinas contra a Monkeypox. Número de casos sobe para 58

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório