Meteorologia

  • 07 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 30º

Funeral de Fábio Guerra na quinta-feira. Corpo será escoltado até Covilhã

PSP vai escoltar a transladação do corpo e divulgou o percurso.

Funeral de Fábio Guerra na quinta-feira. Corpo será escoltado até Covilhã
Notícias ao Minuto

18:37 - 22/03/22 por Notícias ao Minuto

País PSP

As cerimónias fúnebres do agente Fábio Guerra, que morreu na segunda-feira, começam amanhã, com a transladação do corpo, com escolta da PSP, até à cidade da Covilhã, anunciou esta terça-feira a Polícia de Segurança Pública (PSP).

O velório será reservado à família e a missa realiza-se na quinta-feira, pelas 10h30, na Igreja de São José.

Antes disso, o corpo sai amanhã, pelas 14h00, do Instituto de Medicina Legal de Lisboa para a Covilhã, com escolta policial.

O percurso, que contará com uma breve paragem junto à sede do Comando Metropolitano de Lisboa, na Avenida de Moscavide, passará pelos seguintes locais: Rua Manuel Bento Sousa; Rua de São Lázaro; Praça Martim Moniz; Praça da Figueira; Rua da Betesga; Praça Dom Pedro IV; Praça Dos Restauradores; Avª da Liberdade; Praça Marquês de Pombal; Avª Fontes Pereira de Melo; Praça Duque de Saldanha; Avª da República; Entrecampos; Campo Grande; Avª Marechal Craveiro Lopes; Avª Dr. Alfredo Bensaúde; Praça José Queirós; Rua João Pinto Ribeiro; Avª Boa Esperança; Avª Dom João II (lateral); Rotunda da Portela; Avª da Peregrinação; Avª de Moscavide.

"A PSP convida toda a sua família policial e todos os nossos concidadãos a homenagear o nosso camarada falecido, marcando presença ao longo do percurso indicado ou junto à sede do Comando Metropolitano de Lisboa, sito na Avenida de Moscavide, nº. 88, onde a escolta fará uma breve paragem", pode ler-se em comunicado.

Depois, o percurso segue pela Avª de Moscavide; Rua do Seminário; Avª dos Descobrimentos; Rua do Brasil; Rotunda Matilde Bensaúde; Avª Dr. Alfredo Bensaúde; A1; A23; Covilhã.

Depois do funeral, "o féretro será depois escoltado pelo Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, para o Cemitério da Covilhã".

A PSP reitera ainda "o seu profundo pesar, solidariedade e dor aos familiares e amigos do Polícia Fábio Guerra e aos demais polícias e pessoal sem funções policiais que com ele tiveram o privilégio de diretamente trabalhar".

O jovem agente da PSP, junto com outros três polícias fora de serviço, decidiram intervir numa rixa que envolvia um grupo de dez pessoas e que teve início dentro de um espaço de diversão noturna e depois continuou no exterior do local. 

Dos quatro polícias agredidos, três deles acabariam por ter alta hospitalar logo no sábado. Já Fábio Guerra, que tinha sido vítima de "graves lesões cerebrais", acabou por morrer na segunda-feira.

[Notícia atualizada às 18h50]

Leia Também: Presidente da República visita hoje família de Fábio Guerra

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório