Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Covid-19. Portugal doou mais de 159 mil vacinas ao Vietname

O Vietname já recebeu 159.120 doses da vacina da Pfizer-BioNTech contra a covid-19, doadas por Portugal, anunciou a delegação da Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) em Hanói.

Covid-19. Portugal doou mais de 159 mil vacinas ao Vietname
Notícias ao Minuto

12:37 - 26/01/22 por Lusa

País Covid-19

Segundo um comunicado divulgado na terça-feira, a doação do governo português foi feita através do programa internacional de distribuição de vacinas anti-covid-19 para os países mais pobres COVAX.

"Portugal vai continuar a apoiar o setor da saúde do Vietname, (...) para assegurar o acesso equitativo do povo vietnamita à vacina contra a covid-19", referiu no comunicado Tran Kim Chung, cônsul honorário de Portugal na capital, Hanói.

Só este ano, o COVAX já entregou 6,27 milhões de doses ao Vietname, doadas pela Alemanha, Reino Unido, Portugal e Luxemburgo.

A representante da UNICEF no Vietname, Lesley Miller, agradeceu a contribuição "importante e em tempo útil" dos quatro países.

O COVAX é coliderado pela Organização Mundial de Saúde, a Cepi (Coalition for Epidemic Preparedness Innovations) e a Aliança Global para as Vacinas (GAVI, presidida por José Manuel Durão Barroso).

A 3 de dezembro, o ex-primeiro-ministro português disse à Lusa que o COVAX tinha prevista a entrega de mais de 1,2 milhões das cerca de 2,4 milhões de doses doadas por Portugal e que ainda não tinham sido encaminhadas para países recetores.

O plano previa que fossem encaminhadas 931.200 doses para Angola, 165.000 doses para a Etiópia e 14.400 para Vanuatu, referiu Durão Barroso.

O Vietname, que no início da pandemia adotou com sucesso uma política de "zero casos", alterou a estratégia, apostando na vacinação face à rápida disseminação da variante Delta.

Desde o início da pandemia, quase 2,2 milhões pessoas foram infetadas no Vietname e 37.010 morreram.

A covid-19 provocou 5.602.767 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 na China.

A nova variante Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela OMS, foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.

Leia Também: AO MINUTO: Pico de casos em fevereiro; Miocardite é mais grave em infeção

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório