Meteorologia

  • 29 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 22º

PSP diz que criminalidade em S. Martinho do Bispo não tem aumentado

A PSP de Coimbra considerou hoje que a criminalidade denunciada ao longo do ano 2021 na zona de São Martinho do Bispo "não aponta para um aumento da criminalidade, muito menos relativamente à criminalidade violenta e grave".

PSP diz que criminalidade em S. Martinho do Bispo não tem aumentado
Notícias ao Minuto

17:36 - 24/01/22 por Lusa

País Coimbra

"Com exceção de casos pontuais, já devidamente comunicados à autoridade judiciária competente e em investigação, não temos informação que nos indique aumento da criminalidade", referiu o comandante da PSP de Coimbra, Rui Moura.

Os habitantes da União de Freguesias de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, no concelho de Coimbra, têm em curso um abaixo-assinado, através do qual solicitam o aumento do policiamento, para acabar com o sentimento de insegurança.

"Existe um sentimento generalizado de insegurança na população, com vários episódios de assaltos a residências e a viaturas, bem como episódios de vandalismo, com invasão de propriedade e destruição de bens", lê-se no documento que pode ser assinado 'online' ou em papel.

Pedem mesmo para que seja equacionada a instalação de "uma esquadra ou centro de atendimento permanente da Polícia de Segurança Pública (PSP) na zona".

À Lusa, o comandante distrital da PSP de Coimbra apontou que existe um contacto permanente com os responsáveis da União de Freguesias em causa, tendo as últimas reuniões visado o planeamento de estratégias concretas no âmbito do Modelo Integrado de Policiamento de Proximidade (MIPP).

Na nota escrita, o comandante diz ainda que, "em face das notícias publicadas na comunicação social foi aumentado o esforço de pesquisa de informações, investigação criminal e policiamento de proximidade".

Como em São Martinho do Bispo estão instalados vários estabelecimentos de ensino superior, bem como escolas de vários ciclos de ensino, estes são alvo de "monitorização e atenção permanente, no âmbito das Equipas de Proximidade e Escola Segura".

"De uma forma ou outra, tão elevado número de alunos jovens acaba sempre por trazer algum ruído de vizinhança e noturno, que esta PSP tem monitorizado e fiscalizado, sobretudo na área da fiscalização de estabelecimentos e ruído de vizinhança. Recentemente, temos apenas um caso de um aluno que se queixa de um indivíduo com comportamentos agressivos", acrescentou Rui Moura.

Sobre a reivindicação para a instalação de uma esquadra na zona, que figura no abaixo-assinado, o comandante da PSP de Coimbra recordou que "em tempos existiu a possibilidade de ali ser instalada uma esquadra", tendo chegado a ser feita cerimónia de lançamento da primeira pedra.

No entanto, não tem conhecimento de desenvolvimentos relativamente a esse assunto.

"No âmbito das nossas competências não se nos afigura que mais uma esquadra possa ser sinónimo de mais segurança naquela zona. A estratégia da PSP nessa área tem passado por maior concentração de meios, no sentido de libertar mais efetivos para o patrulhamento e visibilidade", revelou.

Na semana passada, o presidente da União de Freguesias de São Martinho do Bispo e Ribeira de Frades, Jorge Veloso, sublinhou que a questão da insegurança, especialmente em São Martinho do Bispo, é "uma preocupação antiga", que já foi "devidamente sinalizada junto das forças policiais".

"Já tivemos várias reuniões para tentar resolver esta situação, tendo sido pedido maior patrulhamento, pois tivemos vários roubos, inclusivamente na Junta de Freguesia. Alguma coisa já foi feita em termos de patrulhamento, até em locais que indicámos, mas ainda não é suficiente", referiu.

Leia Também: Tribunal volta a adiar processo de alegada fraude em construção de hotel

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório