Meteorologia

  • 27 MAIO 2022
Tempo
32º
MIN 16º MÁX 35º

Câmara de Lamego acusa Transdev de suspender transporte escolar sem aviso

O presidente da Câmara Municipal de Lamego acusou hoje a Transdev de suspender a carreira pública entre a sede do município e Bigorne, sem aviso prévio, afetando cerca de 100 crianças no transporte para a escola.

Câmara de Lamego acusa Transdev de suspender transporte escolar sem aviso
Notícias ao Minuto

19:54 - 17/01/22 por Lusa

País Lamego

Lamego, Viseu, 17 jan 2022 (Lusa) -- O presidente da Câmara Municipal de Lamego acusou hoje a Transdev de suspender a carreira pública entre a sede do município e Bigorne, sem aviso prévio, afetando cerca de 100 crianças no transporte para a escola.

"A empresa Transdev procedeu hoje à suspensão, sem aviso prévio, da carreira pública Lamego-Bigorne-Lamego, nos horários correspondentes aos transportes escolares e que serve cerca de 100 crianças", afirmou Francisco Lopes.

O autarca social-democrata disse à agência Lusa que "o problema está a ser resolvido e se pela manhã as crianças foram transportadas pelos pais e encarregados de educação, à tarde, o seu regresso a casa é assegurado pela autarquia".

Segundo o autarca, "esta carreira, que estava contratualizado através da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Douro, era um circuito atípico contratualizado entre a Câmara e a CIM, mas o circuito é municipal, não sai dos limites do concelho" de Lamego.

Francisco Lopes explicou que a CIM Douro "atribuiu esse serviço à Transdev, porque já faz a carreira intermunicipal e inter CIM entre Lamego e Castro Daire", município que pertence à CIM Viseu Dão Lafões.

"Este circuito estava sujeito a um pagamento de uma compensação adicional que o Município de Lamego entendeu que não se ajustava, porque não fazia sentido, e nem concordávamos com o valor e comunicámos isso à CIM há umas semanas e hoje a Transdev surpreendeu-nos com esta suspensão de forma unilateral, sem qualquer aviso de que o ia fazer", contou.

Neste caso em concreto, referiu, "a Câmara de Lamego tinha delegado na CIM Douro uma carreira municipal e sobre a mesma estrada existe uma carreira inter CIM que liga Lamego a Castro Daire", da CIM Viseu Dão Lafões.

"Ou seja, quem estava a negociar esta carreira e a dar a licença de circulação era a CIM Douro, mas quem ia pagar era o Município de Lamego e foi esse o desacerto que tivemos, quando a solução era muito simples, a partir do momento em que há uma carreira intermunicipal, com licença passada pela CIM Douro e Viseu Dão Lafões, para que circulem" autocarros na via, defendeu.

"Nós temos o direito de utilizar essas carreiras com os nossos alunos, pagando o passe escolar, o problema é que o operador diz que não chega e que temos de pagar mais não sei quantos mil euros e essa foi a discussão", assumiu.

No entanto, "eles não suspenderam todos os transportes, continuam a fazer a ligação a Castro Daire" e o que a Transdev suspendeu, "em exclusivo, foi os que servem estes alunos para Lamego, porque entendiam que só os passes escolares não eram suficiente".

Para já, assumiu Francisco Lopes, "o transporte está assegurado, no mesmo horário, através da contratualização com uma outra empresa, em regime de circuito especial, ou seja, em prestação de serviço ao município, até à resolução do problema".

A Transdev suspendeu hoje o transporte no município de Lamego a pedido da Comunidade Intermunicipal (CIM) Douro, afirma fonte oficial da empresa, depois da autarquia a ter acusado de suspender o serviço sem aviso.

"A Transdev confirma que suspendeu, a pedido da Autoridade de Transportes da CIM Douro, a carreira que liga Castro Daire a Lamego, nos troços compreendidos entre Bigorne e Lamego, continuando em funcionamento os serviços de transporte nos restantes troços entre Viseu -- Castro Daire -- Lamego", informa.

Segundo a mesma nota, em resposta a um pedido da agência Lusa, depois de a Câmara de Lamego ter acusado a empresa de suspender o serviço sem aviso prévio, a Transdev explica que "a comunicação de suspensão do serviço pela autoridade de transportes data do dia 12/01/2022, e ordenava o cancelamento imediato daquela linha".

"A Transdev ressalva que não tem intenção de reduzir as suas operações e que se mantém disponível para, em conjunto com as autoridades de transportes e municípios da CIM Douro, dialogar e encontrar soluções que permitam servir as populações em todas as suas necessidades de mobilidade", conclui.

Leia Também: Motorista de transporte escolar detido por abuso sexual de jovem autista

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório