Meteorologia

  • 27 MAIO 2022
Tempo
32º
MIN 16º MÁX 35º

Açores têm muito a fazer contra as alterações climáticas, diz Luís Garcia

O presidente da Assembleia dos Açores, Luís Garcia, alertou hoje, numa visita à freguesia das Feteiras, afetada pelo mau tempo, para o "muito trabalho" que falta fazer na região para combater as alterações climáticas.

Açores têm muito a fazer contra as alterações climáticas, diz Luís Garcia
Notícias ao Minuto

20:00 - 17/01/22 por Lusa

País Clima

Em declarações aos jornalistas, Luís Garcia considerou que o mau tempo registado naquela freguesia de Ponta Delgada a 31 de dezembro, que obrigou realojar 15 pessoas, deixa um "alerta para o futuro" quanto aos "efeitos das alterações climáticas".

"Temos de estar preparados e há, neste aspeto, muito trabalho a fazer nos Açores, quer a nível da nossa rede hidrográfica, das nossas ribeiras, quer ao nível da proteção da nossa orla costeira. Nós temos muito que fazer nos Açores", declarou.

Pedindo uma "articulação permanente" entre os políticos e os cientistas, o presidente do parlamento açoriano lembrou que o arquipélago vai ser "afetado cada vez mais por fenómenos desta natureza de maior gravidade".

"Temos de começar a fazer esse trabalho. Esse trabalho exige recursos. Esse trabalho exige sobretudo uma grande articulação entre o poder regional, o poder municipal, o poder local e, permita-me que acrescente, os privados, que podem também participar nesta tarefa", afirmou.

Luís Garcia considerou as alterações climáticas como um "desafio novo da autonomia" regional, para o qual é necessário encontrar "respostas cada vez mais urgentes e céleres".

O social-democrata disse querer expressar a "solidariedade do parlamento dos Açores para com as populações afetadas" pelo mau tempo registado no último dia de 2021.

O presidente da Assembleia Legislativa Regional enalteceu também o trabalho das "entidades públicas, regionais, municipais e locais", bem como dos "muitos cidadãos" que "ajudaram a socorrer as populações" e colaboraram nas "operações de limpeza".

"Mais uma vez aqui se registou aquela que é a marca da nossa identidade que é a solidariedade", assinalou.

A Proteção Civil dos Açores registou durante a manhã de 31 de dezembro de 2020 11 novas ocorrências relacionadas com o mau tempo, totalizando 87 identificadas desde a meia-noite em todo o arquipélago.

O transbordo de uma ribeira nas Feteiras, concelho de Ponta Delgada, obrigou a realojar 15 pessoas e provocou o arrastamento de 15 viaturas.

Nesse dia, o presidente do Governo dos Açores garantiu "apoio e solidariedade" do executivo, em articulação com a Câmara de Ponta Delgada, para as 15 pessoas das Feteiras que viram as casas afetadas pelo mau tempo "retomarem a normalidade".

Leia Também: Guterres aponta vacinas, finanças e clima como chaves para crises

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório