Meteorologia

  • 29 MAIO 2022
Tempo
20º
MIN 16º MÁX 22º

Açores: Apreendidos medicamentos veterinários vendidos sem autorização

Apreensões foram feitas na ilha do Faial, Pico e São Jorge e foram elaborados sete autos de contraordenação por venda de medicamentos veterinários sem autorização, por falta de prescrição médico-veterinária, bem como pela ausência de rotulagem em língua portuguesa

Açores: Apreendidos medicamentos veterinários vendidos sem autorização
Notícias ao Minuto

17:52 - 22/12/21 por Notícias ao Minuto

País Açores

O Comando Territorial dos Açores apreendeu, nos dias 16, 17 e 21, diversos medicamentos de uso veterinário, na ilha do Faial, Pico e São Jorge. 

Numa nota enviada às redações, a autoridade responsável refere que as apreensões foram feitas através dos Postos Territoriais da Horta (ilha do Faial), de São Roque do Pico (ilha do Pico) e das Velas (ilha de São Jorge). 

No decorrer de ações de fiscalização no âmbito de Regime de Bens em Circulação, explica a GNR, os militares detetaram a existência de diversos medicamentos de uso veterinário sujeitos a prescrição, os quais eram vendidos sem qualquer documento comprovativo de aquisição, através de receita médico-veterinária, e apresentando ainda a respetiva rotulagem na língua espanhola, pelo que foram apreendidos.

No seguimento das diligências policiais foram identificados cinco homens, com idades compreendidas entre os 49 e os 67 anos, tendo sido elaborados sete autos de contraordenação por venda de medicamentos veterinários sem autorização, por falta de prescrição médico-veterinária, bem como pela ausência de rotulagem em língua portuguesa, cuja coima pode ascender aos 60 mil euros.

A GNR aproveita para salientar que o exercício da atividade de venda a retalho de medicamentos veterinários depende de autorização do Diretor-Geral de Veterinária e que os medicamentos veterinários de uso exclusivo médico-veterinário "só podem ser adquiridos mediante a respetiva receita, de forma a garantir o  controlo e a segurança na sua comercialização e subsequentemente na sua aplicação nos animais". 

A referida ação de fiscalização contou com a colaboração da Inspeção Regional das Atividades Económicas e com o Serviço de Desenvolvimento Agrário.

Leia Também: Prisão preventiva para alegado agressor da mulher, filho e enteado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório