Meteorologia

  • 23 JANEIRO 2022
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Pareceres sobre vacinação de crianças? DGS rejeita falta de transparência

Graça Freitas defendeu, esta quinta-feira, que os pareceres técnicos são vertidos depois em normas que remetem elas próprias para documentos que qualquer pessoa pode consultar. No final do processo, será divulgada uma "nota técnica". Plano de vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos será conhecido amanhã.

Pareceres sobre vacinação de crianças? DGS rejeita falta de transparência

"Não creio que não haja transparência. Os pareceres são vertidos em comunicados, que os resumem, e depois são vertidos para normas da Direção-Geral de Saúde. E essas normas remetem elas próprias para documentos que foram consultados e que qualquer pessoa pode consultar", afirmou esta quinta-feira Graça Freitas, em declarações aos jornalistas, quando questionada sobre a intenção do PSD e do IL de conhecerem o parecer técnico que suporta a recomendação da vacinação das crianças dos 5 aos 11 anos. 

A diretora-geral disse que os membros da Comissão Técnica ainda estão hoje reunidos durante a tarde para definir o intervalo entre as doses na vacinação pediátrica.

"No final deste processo de parecer técnico, a DGS vai recebê-lo, vai comunicá-lo à tutela", esclareceu Graça Freitas, explicando que posteriormente será publicada uma nota técnica "relativamente extensa" a explicar todos os procedimentos que "estiveram na base da decisão". 

Perante a insistência dos jornalistas, a diretora-geral afirmou que a Comissão Técnica "é um órgão consultivo", justificando que os pareceres não são divulgados porque são "documentos internos preparatórios de decisão". "A partir desses documentos, extraímos a informação importante", afirmou ainda, dizendo que o habitual não é estes documentos serem divulgados. "São documentos internos, não são secretos, que são plasmados nas normas. A norma é a súmula desses pareceres", reforçou. 

A responsável remeteu ainda para sexta-feira, dia 10, a comunicação de todos os pormenores relativamente à data de início da vacinação das crianças, por que faixa etária começa e quando serão dadas as segundas doses. António Costa, recorde-se, antecipou que "provavelmente, a vacinação começará pelas crianças de 11 anos"

Uma coisa é certa: Será "muito difícil" vacinar as crianças até ao Natal, até porque não há vacinas suficientes para vacinar todas as 640 mil crianças até essa data. "O número de doses que vem em dezembro é de 300 mil", disse, acrescentando que o país receberá depois mais doses em janeiro. "Por isso é que vamos fazer uma vacinação planeada e faseada", frisou. 

Leia Também: AO MINUTO: Vacinação "desproporcionada"?; Alunos da Batalha testados

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório