Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 15º

Edição

Morreu José Eduardo Pinto da Costa, irmão do presidente do FC Porto

Conhecido médico legista tinha 87 anos.

Morreu José Eduardo Pinto da Costa, irmão do presidente do FC Porto

O conhecido médico legista José Eduardo Pinto da Costa, irmão do presidente do FC Porto, morreu, na tarde desta quarta-feira, aos 87 anos, avançou o jornal O Jogo.

Entretanto, o clube confirmou no site oficial o falecimento do também professor.

"Morreu hoje, aos 87 anos de idade, o médico e professor universitário José Eduardo Pinto da Costa, antigo membro do corpo clínico do FC Porto e irmão do presidente Jorge Nuno Pinto da Costa", lê-se.

De acordo com o mesmo texto, as cerimónias fúnebres acontecem na quinta-feira, a partir das 17h, na igreja de Cedofeita, no Porto.

O comunicado acrescenta que, "num momento tão difícil, o FC Porto solidariza-se com os familiares e amigos de José Eduardo Pinto da Costa e endereça-lhes sentidas condolências".

José Eduardo Pinto da Costa foi professor da Faculdade de Medicina e do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), da Universidade do Porto (UP), e diretor do Instituto de Medicina Legal do Porto.

Nascido no Porto, em 3 de abril de 1934, José Eduardo Pinto da Costa inscreveu-se na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que frequentou até 1960, ano em que concluiu a licenciatura com a tese "Morte por Ação do Óxido de Carbono", classificada com 18 valores e citada na revista da Interpol, segundo a biografia disponível na página de antigos estudantes ilustres da UP.

Nomeado professor assistente em 1961, passou a professor auxiliar, depois a professor associado (1979) e a professor catedrático (1996), na Faculdade de Medicina da UP.

Em 1975, foi nomeado subdiretor do Instituto de Medicina Legal do Porto, instituição que passou a dirigir no ano seguinte.

De acordo com a mesma biografia, no final dos anos 80 do século XX foi eleito primeiro presidente do Colégio da Especialidade de Medicina Legal da Ordem dos Médicos e presidiu ao Conselho Superior de Medicina Legal.

Foi o responsável pela instituição do Mestrado de Medicina Legal do ICBAS, curso criado em 1999.

De acordo com a informação disponível na página da UP, orgulhava-se de ao longo da sua carreira ter efetuado cerca de trinta mil autópsias.

Em 1997, abandonou a clínica geral para se dedicar em exclusividade à medicina legal, sendo professor jubilado do ICBAS.

Recorde-se que Pinto da Costa perdeu recentemente a irmã, Maria Alice, que morreu no início do passado mês de novembro.

[Notícia atualizada às 22h52]

Leia Também: Morreu antigo diretor do Museu Arqueológico do Fundão João Mendes Rosa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório