Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Supremo nega recurso de Ventura sobre família do Bairro Jamaica

O Supremo Tribunal de Justiça confirmou hoje a condenação de André Ventura e do Chega no caso sobre "ofensas do direito à honra" de uma família do Bairro Jamaica (Seixal), ao negar o recurso do deputado e do partido.

Supremo nega recurso de Ventura sobre família do Bairro Jamaica
Notícias ao Minuto

19:53 - 06/12/21 por Lusa

Política Ventura

Segundo o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), datado de hoje, "o que ressalta da motivação" para interpor recurso é uma discordância com a decisão condenatória, mas que para este tribunal superior "não é suficiente para sustentar" a validade do recurso.

Quanto ao "erro de pronunciamento, traduzido na inexistência da violação do direito à imagem pelos réus", alegado por Ventura e pelo partido Chega para justificar o recurso, o acórdão contrapõe que da argumentação "apenas resulta o seu inconformismo com as decisões [condenatórias] anteriormente proferidas e conformes".

Entendeu também o STJ que os recorrentes André Ventura e Chega não conseguiram provar que a apreciação da questão levantada fosse necessária para "uma melhor aplicação do direito, bem como as razões pelas quais os interesses em jogo são de particular relevância social".

Para o STJ, do recurso interposto apenas se vislumbra "uma discordância expressa e reiteradamente repetida" com as anteriores decisões desfavoráveis, "situação esta que não é passível de enquadrar os requisitos legais impugnatórios exigidos".

"Falece, pois, a pretensão recursória dos réus aqui recorrentes", lê-se no acórdão.

Em maio, André Ventura anunciou que iria recorrer da sentença na qual a juíza do tribunal de Lisboa reconheceu as "ofensas ao direito à honra e ao direito de imagem" da família Coxi, do Bairro Jamaica, quando Ventura exibiu a sua fotografia, num debate televisivo para as presidenciais, em janeiro, tendo-lhes chamado "bandidos".

Tanto André Ventura como o partido foram condenados a fazer um pedido de desculpa, "escrita ou oral", de "retratação pública" quanto aos factos praticados, que deveria ser publicada pelos meios de comunicação social onde foram "originalmente divulgadas" as "publicações ofensivas dos direitos de personalidade" (SIC, SIC Notícias, TVI) e também na conta do Chega no Twitter.

A família a que o líder do Chega chamou "bandidos" na televisão afirmou-se satisfeita com a decisão do Tribunal da Relação que manteve a condenação de André Ventura a um pedido de desculpas.

[Notícia atualizada às 20h29]

Leia Também: André Ventura 'número um' do Chega em Lisboa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório