Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2021
Tempo
MIN 7º MÁX 12º

Edição

Detido por violência doméstica fraturou mãos da namorada em Oeiras

Comando Metropolitano de Lisboa da PSP deteve três pessoas por este crime entre os dias 19 e 21 de novembro. E deu a conhecer os casos.

Detido por violência doméstica fraturou mãos da namorada em Oeiras

Três pessoas - dois homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 33 e os 42 anos de idade - foram detidas pelo Comando Metropolitano de Lisboa da Polícia de Segurança Pública (PSP), através da Divisão Policial de Oeiras, entre os dias 19 e 21 de novembro, por serem suspeitos da prática do crime de violência doméstica.

No primeiro caso, no dia 19, pelas 16h00, foi dado cumprimento a um mandado de detenção fora de flagrante delito, tendo sido "detido um homem com 35 anos de idade por ter fraturado ambas as mãos da sua namorada para além de lhe ter proferido várias ameaças", é indicado num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

Presente a Tribunal, foi-lhe decretada a medida de coação de proibição de contacto com a vítima.

Já noutro caso, no dia 21, pelas 01h40, uma mulher de 33 anos de idade foi detida, em flagrante delito, "após ter partido vários objetos em casa do seu ex-companheiro e agredido o mesmo com uma dentada num lábio, o que lhe provocou uma grave laceração do lábio inferior"

Recolheu às salas de detenção para ser presente ao Ministério Publico de Oeiras, ficando sujeita ao termo de identidade e residência.

O último caso reportado na nota da PSP deu-se também no dia 21, pelas 18h30, quando foi detido um homem, de 42 anos, após ter agredido a sua ex-companheira. "A agressão foi presenciado pelos Polícias que ouviram gritos na via pública", é indicado, acrescentando-se que "já no local da ocorrência", os agentes viram o suspeito a "agredir a vítima que se encontrava deitada no solo, motivo pelo qual foi de imediato manietado e detido".

O suspeito já tinha uma medida de coação de afastamento da sua companheira, medida essa que foi violada. Presente a Tribunal, ficou em prisão preventiva.

Leia Também: Centenas desfilam em Lisboa pelo fim da violência contra as mulheres

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório