Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
28º
MIN 16º MÁX 28º

Percursos e passadiços levam à descoberta das escarpas do Corgo

Os percursos naturais do Corgo, que incluem 750 metros de passadiços de madeira, vão levar à descoberta das escarpas deste rio, que atravessa Vila Real, representando um investimento de 480 mil euros, disse hoje fonte do município.

Percursos e passadiços levam à descoberta das escarpas do Corgo

A empreitada "Percursos Naturais do Parque Corgo" tem uma extensão total de dois quilómetros e meio, está a ser executada pela Câmara de Vila Real e representa um investimento de 480 mil euros, com financiamento de cerca de 366 mil euros do Fundo Ambiental.

O município informou hoje que o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, faz na sexta-feira uma visita à primeira fase deste percurso, a qual ficará disponível para usufruto dos cidadãos.

O vereador do pelouro do Ambiente, Carlos Silva, disse à agência Lusa que os percursos levam à descoberta das zonas mais escarpadas do rio Corgo, que atravessa a cidade de Vila Real, e que eram mais inacessíveis.

O projeto concretiza a ampliação do atual parque Corgo para sul e liga a zona do bairro dos Ferreiros à Vila Velha e ao jardim Botânico da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Por estes percursos será também possível aceder à central do Hidroelétrica Biel, que está a ser musealizada.

A ligação far-se-á por antigos percursos, que foram recuperados, e por novas passagens, onde estão incluídos os passadiços de madeira.

A empreitada foi consignada em novembro de 2019, no entanto, segundo Carlos Silva, a "fase da pandemia provocou algumas dificuldades na execução da obra".

"Tínhamos a consciência de que era uma obra muito complexa, pelo local onde estava a ser realizada, sem acessos e sem possibilidade de transporte de materiais e de equipamentos para o local. Os trabalhos tiveram de ser feitos apenas com recurso a mão de obra, foi um processo muito complicado", explicou.

O autarca disse que, neste momento, estão disponíveis para usufruto cerca de 1.600 metros e que, gradualmente, irá sendo concluído o resto do projetado.

"Hoje, as empresas estão com muita dificuldade em recrutar mão de obra e vamos ver se será possível, mas gostaríamos que até ao final do ano estivesse tudo completo", frisou.

Na sexta-feira, em Vila Real, o ministro do Ambiente vai também participar no seminário "Saneamento - Atividade Geradora de Recursos", promovido pela empresa Águas do Norte e que assinala o Dia Mundial do Saneamento Para Todos.

O Dia Mundial do Saneamento, o "World Toilet Day", foi proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, através da resolução 67/291 de 23 de julho de 2013 e celebra-se anualmente a 19 de novembro.

A data visa sensibilizar para o facto de o saneamento básico? e a água potável serem, hoje em dia, direitos humanos dados como adquiridos, mas? ainda inacessíveis a milhões de pessoas.

O sistema multimunicipal de abastecimento de água e de saneamento do Norte de Portugal foi criado em 2015 e, no âmbito desta concessão, a Águas do Norte presta os serviços de abastecimento de água e de saneamento de águas residuais, em "alta", a 63 municípios da região.

Segundo a empresa, a taxa de cobertura dos concelhos integrados no referido sistema multimunicipal é igual a 90,4%, na componente de abastecimento de água, e a 86,3% na componente de saneamento de águas residuais.

No âmbito desta concessão e das que a antecederam foram investidos 493 milhões de euros na área do saneamento e, até 2045, está prevista a execução de investimentos no valor aproximado de 176 milhões de euros.

Leia Também: Passadiços, pontes suspensas, baloiços? "Ecoparolices", diz associação

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório